Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

CHEQUES EM DÓLARES PARA TROCAR


Esta fraude foi relatada por um visitante do site e confirmada por operadores do setor. Aconteceu já várias vezes no Rio de Janeiro mas isso não impede que possa acontecer em outros lugares (se não aconteceu ainda). As vítimas são normalmente pequenas casas de câmbio, mas qualquer ingênuo pode ser um bom alvo.

Um sujeito, de terno e gravata, se dizendo advogado ou algo assim, procura uma casa de câmbio para trocar cheques em dólares nominais a outras pessoas ou mesmo ao portador. Caso a casa de câmbio coloque como condição o aguardar a compensação do cheque o mesmo informa que não tem problema. Quando o cheque é compensado o sujeito pega o dinheiro e some e o "doleiro" acha que está tudo certo.
O que alguns deles não sabem é que a lei americana permite, em certas circunstâncias, a devolução do cheque no prazo de até 7 anos, e que primeiro o dinheiro é retirado da conta a favor da qual foi compensado o cheque e depois se discute sobre quem foi o responsável. Geralmente os cheques são devolvidos fora do prazo porque são objeto de roubo em malotes internacionais ou no correio. Veja a respeito o site do "National Check Fraud Center" (E.U.A.) na página de links.

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG