Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

COMO ABRIR UMA AGÊNCIA DE VIAGENS (tutorial prático e teórico)

Com relação a documentação para abrir uma agência de viagens qualquer contador pode orientá-lo quanto a isso, mesmo assim, eles são mencionados no final desse tutorial. Porém, antes disso, respondo as dúvidas mais freqüentes que somente quem é do ramo tem as respostas. Não deixe também de ler os comentários no final do post, onde respondo outras dúvidas que poderão ser as suas também!


PASSO A PASSO PRÁTICO

DÚVIDA 1 – PRECISO DE NÚMERO IATA PARA ABRIR UMA AGÊNCIA DE VIAGENS?
Não. Após obter o CNPJ e o registro de abertura da sua empresa, você já poderá emitir passagens com as cias aéreas nacionais (GOL, WEBJET, OCEANAIR, etc). Essas cias aéreas, que vendem pela web, disponibilizam em seus sites uma página para cadastro de agências que desejam emitir seus bilhetes (clique nesse link para ver o formulário de cadastro de agências da GOL: http://compre2.voegol.com.br/registeragency.aspx?culture=pt-BR). Basta preenchê-lo com os documentos da sua empresa e aguardar no mínimo 7 dias para o seu cadastro ser aprovado e poder então emitir as passagens com cartão de crédito.


DÚVIDA 2 – EU PRECISO DE REGISTRO IATA PARA EMITIR TAM?
Você não precisará de registro IATA para emitir TAM se o seu crédito aprovado pela TAM for inferior a R$ 30.000. A partir do momento que o crédito aprovado pela TAM seja superior a esse valor, o IATA será exigido. Para conseguir o crédito com a TAM, deve-se entrar primeiro em contato com o departamento comercial da TAM que agendará uma visita na sua agência para analisar os documentos necessários e depois encaminhá-los para o financeiro da cia aérea para aprovação.


DÚVIDA 3 – COMO FAÇO PARA CONSEGUIR UM NÚMERO IATA?
Acesse esse site: https://www.iata.org.br/
DETALHE: Não compre IATA de outras agências que não estão mais atuando no mercado. Número IATA de agências falidas é fácil de conseguir e sem restrições, porém é como a compra de um carro usado cheio de multas e IPVA que não foram pagos. Ao adquirir esse IATA "usado", automaticamente a agência que vc está abrindo assumirá todas as dívidas da agência falida. dívidas essas referentes a bilhetes aéreos que não foram pagos. Isso também te trará barreiras para conseguir contratos de emissões com as cias aéreas. SIGA O CAMINHO ORIENTADO NO SITE DA IATA!!!


DÚVIDA 4 – O QUE É EMISSÃO DE PASSAGEM FATURADA?
São as vendas de passagens pagas com dinheiro ou cheque. Esse tipo de venda só é concedido pelas cias aéreas às agências de viagens a partir do momento que elas provem que possuem capital suficiente para tal concessão. Por exemplo: quando você cadastra sua agência no site da GOL, as emissões só são autorizadas se for com cartão de crédito. Para ter direito a emissão de passagens faturada, você terá que encaminhar ao departamento financeiro das cias aéreas nacionais uma documentação provando que sua empresa tem capital suficiente para receber da cia aérea uma concessão de credito de R$5.000, R$10.000, R$20.000, etc.


DÚVIDA 5 – MEU CADASTRO COMO FREE-LANCER NÃO FOI APROVADO PELAS OPERADORAS. O QUE DEVO FAZER PARA CONSEGUIR CRÉDITO E PODER COMPRAR PASSAGENS FATURADAS PARA OS MEUS CLIENTES?
A maioria das operadoras estão evitando negociar com FREE-LANCERS por causa dos calotes que muitos aplicam a elas. Por essa razão, para ter crédito de faturamento aprovado não há outra alternativa a não ser se formalizar. Fazendo isso, você terá também outros benefícios como prazos mais extensos para pagamento das faturas e comissões maiores conforme o volume de vendas. Uma alternativa barata de se formalizar obtendo CNPJ, é você se registrar como microempreendedor nesse site do governo brasileiro e pagar por mês um imposto fixo de R$ 34.00. Com isso, você diminuirá os riscos e custos que correria se abrisse uma agência de viagens pelos trâmites normais do mercado.
http://www.portaldoempreendedor.gov.br/modulos/beneficios/index.htm


DÚVIDA 6 – COMO RECEBO MINHA COMISSÃO PELAS EMISSÕES DAS PASSAGENS AÉREAS?
Antes de receber, você precisa pagar. O pagamento é feito a cada 10 dias (decêndio), no caso das emissões nacionais faturadas. Já no caso das emissões de passagens aéreas internacionais, o pagamento é feito a cada 9 dias, devido o calendário BSP/IATA. A cia aérea envia para a agência a fatura, que deverá ser paga à vista! Nessa fatura, consta o valor detalhado da comissão da agência e o valor da cia aérea (já deduzido da comissão) para pagamento.


DÚVIDA 7 – O QUE ACONTECE SE EU ATRAZAR O PAGAMENTO DA FATURA DA CIA AÉREA OU SE EU NÃO PAGAR À CIA AÉREA?
Você paga juros e corre o risco de ter o cadastro da sua agência na cia aérea cancelado. Não importa se o passageiro não pagou, muito menos que tenha sido vítima de um golpe de um contraventor que te deu o número de um cartão de crédito falso e você não tomou os cuidados necessários para impedir isso. Emitiu a passagem, tem que pagar!


DÚVIDA 8 – SE EU POSSO ABRIR UMA AGÊNCIA DE VIAGENS SEM O REGISTRO IATA, PARA QUE ENTÃO PRECISO DELE?
O IATA só é necessário para as emissões internacionais com as cias aéreas estrangeiras. Sem ele, sua agência não poderá emitir passagens da AIR FRANCE, TAP, DELTA AIRLINES, etc. Esse registro não é gratuito e a agência deve pagar uma taxa mensal ou anual. O IATA é o primeiro passo para se obter o registro no SNEA (Sindicato Nacional da Empresas aéreas). Com ele, as aprovações dos documentos tornam-se mais fáceis. De nada adianta você querer registrar sua agência no SNEA se você não tem permissão para emitir passagens internacionais... E para isso você precisa ter primeiro o registro IATA, para depois solicitar o registro no SNEA.


DÚVIDA 9 – O QUE DEVO FAZER PARA CONSEGUIR O REGISTRO IATA?
Primeiramente, você precisa ter um capital de no mínimo R$70.000. Isso porque o registro IATA é como se fosse uma carta de crédito. E este quesito é o principal analisado pelo BSP para a concessão do registro IATA da sua agência. O segundo quesito são as referências comerciais. Antes de solicitar o registro IATA, mesmo tendo tal capital, recomendo que tenha antes cadastro com as cias aéreas nacionais e uma boa movimentação de emissão de passagens aéreas com algumas delas para que a obtenção do registro seja mais rápido.


DÚVIDA 10 – CONSEGUI O REGISTRO IATA, O QUE MAIS FALTA?
Agora falta o penúltimo passo: sua agência precisa ter um GDS. Repare que ao conseguir um cadastro com as cias aéreas nacionais que vendem pela web, sua agência consegue reservar vôos e emitir as passagens diretamente no site da cia aérea. Porém, as reservas e emissões internacionais são feitas através do GDS. Os melhores (em ordem preferencial minha) são:
AMADEUS (http://pt.la.sabretravelnetwork.com/home/products_services/travel_agency),
SABRE
(http://pt.la.sabretravelnetwork.com/home/products_services/travel_agency),
WORLDSPAN
(http://www.worldspan.com.br/comunicados/go/html/mex/index_mex.html)


Esses GDS cobram uma mensalidade que fica na faixa de R$110.00 a R$250.00, conforme o pacote negociado.
O último passo agora é a obtenção do contrato com a cia aérea. REGISTRO IATA não dá direito a receber comissão! Ele serve apenas como forma de autorização de emissão de passagem aérea internacional. Você até pode emitir centenas de passagens aéreas internacionais com diferentes cias aéreas, mas se sua agência não tiver contrato com elas, a comissão não será paga. Por isso, após obter o IATA, entre em contato com as cias aéreas internacionais para conseguir esses contratos. Você perceberá, que ao longo das negociações, cada cia aérea te oferecerá uma política contratual diferente da outra. Por exemplo: a cia tal te dará 6% de comissão se você emitir por mês 50 bilhetes, já uma outra cia aérea poderá te oferecer 3% de comissão se você emitir por mês 10 bilhetes. Esse perfil de avaliação é negociado de acordo com o volume de emissão da agência. Se a agência não bater a meta de emissão, o contrato é suspenso.


DÚVIDA 11 - SOU GUIA DE TURISMO E GOSTARIA DE ABRIR MINHA PRÓPRIA AGÊNCIA DE VIAGENS, MAS NÃO TENHO ESSE CAPITAL DE R$ 70.000 PARA CONSEGUIR UM REGISTRO IATA, MUITO MENOS EM ARCAR COM O ALUGUEL DE UMA LOJA DE SHOPPING. O QUE DEVO FAZER PARA EMITIR PASSAGENS AÉREAS ASSIM MESMO PARA OS MEUS CLIENTES?
Muitas agências de viagens de médio e grande porte hoje no mercado de turismo começaram bem humildes, quando ainda seu dono era um promotor de viagens free-lancer que batia de porta-em-porta oferecendo serviço de viagens para o mercado corporativo. A solução para essa deficiência foi o auxílio dos serviços prestados pelas CONSOLIDADORAS DE VIAGENS, agências de viagens que emitem passagens aéreas para outras agências que não possuem registro IATA, dividindo com elas a comissão pela emissão da passagem. Esse é o caminho que você deve seguir se está inseguro se o seu negócio dará certo. Tendo CNPJ, ou não, você pode se cadastrar no site de alguma consolidadora de viagens para começar a solicitar seus serviços de emissão de passagens aéreas. A que eu recomendo, é a GAPONE, não só porque já trabalhei nela, mas também por reconhecer sua competência. Acesse o site deles através do link: https://www.gapnet.com.br/seja_cliente.asp


DÚVIDA 12 – QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE FRANQUIA DE TURISMO?
Não recomendo a empreendedor algum abrir franquia de turismo. Isso é uma "roubada". Ainda mais num segmento de mercado que ganha 10% em média de comissão pelas vendas e mesmo assim quando vende. Franquia é uma forma camuflada de se fazer marketing multinível. Para quem não sabe o que é isso, trata-se do esquema de venda da Herbalife, Hoken, e tantas outras marcas por aí apenas para citar como exemplo. Você vai empregar seu dinheiro numa franquia, vai pagar uma taxa mensal e não vai ver o resultado do lucro. Saiba que numa franquia, o real vendedor é sempre o franqueador. É ele quem decide quanto você receberá de comissão e você nunca saberá se é justo pois somente o franqueador tem acesso ao contrato de comissionamento das cias aéreas e dos outros fornecedores. Além disso, as premiações extras que existem no mercado (ticket alimentação, viagens gratuitas, etc) são paga pelas cias aéreas ao franqueador, pois o IATA registrado na emissão dos bilhetes é dele. Você acredita que ele irá te repassar essas premiações? Pula fora dessa, meu amigo... É melhor você fazer negócio com uma CONSOLIDADORA DE VIAGENS, onde você não ficará amarrado a contrato algum do que embarcar nessa canoa furada.


DÚVIDA 13 – POSSO ABRIR UMA AGÊNCIA DE VIAGENS NO BRASIL PARA TRAZER GRUPOS DE TURISTAS DE OUTROS PAÍSES PARA O BRASIL?
Poder pode. O problema está na questão do comissionamento nos contratos das cias aéreas. Por exemplo, hoje, Fevereiro de 2010, somente a IBÉRIA comissiona agências de viagens quanto as emissões de passagens aéreas cuja viagem começa no exterior. As demais cias aéreas não pagam comissão, o que elevaria os serviços de emissão de passagem da sua agência ser muito caro, uma vez que para ter lucro com essas emissões, você precisaria cobrar uma taxa de serviço (o famoso FEE das agências) caso a viagem do seu grupo fosse com a TAP, por exemplo. Se você tem dupla nacionalidade ou algum parente no exterior e se a maioria do seu negócio está no exterior, o ideal é você abrir sua agência em outro país, para que os contratos com as cias aéreas sejam todos comissionados.


DÚVIDA 14 – COMO FAÇO PARA CONSEGUIR O REGISTRO DA EMBRATUR PARA A MINHA AGÊNCIA DE VIAGENS?
Primeiramente, é importante esclarecer o seguinte: este é o MINISTÉRIO DO TURISMO e os registros são feitos neste órgão, pois desde 2003, com a criação do Ministério do Turismo e a publicação do Decreto 4898/2003, as competências de cadastrar e fiscalizar passaram da EMBRATUR para o MINISTÉRIO DO TURISMO. Por isso, os cadastramentos no MINISTÉRIO DO TURISMO são feitos via internet através do portal www.cadastur.turismo.gov.br, onde todas as informações necessárias à efetivação do registro encontram-se na página do portal CADASTUR. Dúvidas e documentos devem ser encaminhados diretamente ao órgão oficial de turismo em sua região nos endereços disponíveis no link http://www.cadastur.turismo.gov.br/cadastur/SobreCadastur.action .



DÚVIDA 15 – DOUGLAS WIRES... POR QUE VOCÊ NÃO ABRE A SUA PRÓPRIA AGÊNCIA DE VIAGENS, UMA VEZ QUE POSSUI TANTO CONHECIMENTO DO MERCADO?
Digamos que eu não quero ter aborrecimentos... É muito bonito e motivador ganhar comissão e clientes para a empresa, mas profundamente estressante chegar no fim de cada decêndio e descobrir que o seu cliente não pagou a fatura de R$112.000, R$162.000, etc... Meu amigo, o que mais têm no mercado são empresas caloteiras, que preferem comprar passagens aéreas faturadas com as agências de viagens do que comprá-las com um cartão corporativo para não pagarem os juros da fatura do cartão. Pelo menos, esse é o ponto de vista de quem trabalha no mercado corporativo. Já no mercado de lazer, a visão seria outra e poderia sim me arriscar, desde que tivesse dinheiro no bolso para apostar nas perdas do investimento. O turismo foi um bom negócio no passado e quem apostou nele há 30 anos atrás, hoje são grandes agências bem consolidadas no mercado. Para quem quer abrir agora uma agência de viagens, é bom não sonhar com crescimentos vertiginosos embalados por Copa do Mundo e Olimpíadas. A disputa por clientes está acirrada!



"Marcos Pontes nunca foi agente de viagens, mas soube aproveitar seus contatos e conhecimento dos lugares de treinamento aeroespacial onde esteve para criar viagens personalizadas embaladas pelo seu marketing pessoal de ter sido o primeiro astronauta brasileiro. Hoje, sua agência http://www.agenciamarcospontes.com.br/  é um sucesso no segmento de turismo pedagógico, ou de aventura, se preferir."



PASSO A PASSO TEÓRICO


PESSOAL
Para abrir uma agência de viagens ou uma agência de viagens e turismo não é obrigatório ter curso superior em turismo. Porem é necessário que ao menos um dos sócios ou diretores responsáveis pela empresa possua mais de três anos de experiência profissional no exercício de atividades ligadas ao turismo. O quadro funcional de uma agência dependerá da estrutura da agência, sendo que para iniciar o empreendimento pode-se trabalhar com apenas um funcionário nas funções de emissor de passagens e atendente.


COMO SÃO CLASSIFICADS AS AGÊNCIAS DE VIAGENS
As Agências de Turismo classificam-se em duas categorias, dependendo dos serviços para os quais estejam habilitadas a prestar e os requisitos para seu registro de funcionamento: 1) Agência de Viagens e 2) Agência de Viagens e Turismo.


SERVIÇOS PRESTADOS PELAS AGÊNCIAS DE VIAGENS
Emissão de passagens individuais ou coletivas, passeios, viagens e excursões; a intermediação remunerada na reserva de acomodações; recepção, transferência e assistência especializadas ao turista ou viajantes; e operação de viagens e excursões, individuais ou coletivas, compreendendo a organização, contratação e execução de programas, roteiros e itinerários.
Além destes serviços, as Agências de Turismo também poderão prestar outros serviços, tais como: obtenção e legalização de documentos para viajantes; reserva e venda, mediante comissionamento, de ingressos para espetáculos públicos, artísticos, esportivos e outros; transporte turístico de superfície; desembaraço de bagagens de seus clientes; agenciamento de carga; operações de câmbio, conforme instruções do Banco Central; e outros previstos pela Embratur.


RESTRIÇÕES DE SERVIÇOS PRESTADOS
Oos serviços relativos a excursões do Brasil para exterior só poderão ser prestados pelas Agências de Viagens e Turismo. Dependendo dos serviços que a Agência de Turismo for prestar, poderão ser feitas novas exigências, conforme o órgão envolvido:
a) Não há limite de capital social, mas se for inferior a um determinado valor a empresa não irá conseguir negociar com certas operadoras;
b) Se for operar com câmbio, o Banco Central exigirá um limite de mínimo de capital social;
c) Quanto à capacidade técnica da empresa é exigido, através de documento comprobatório, que os sócios ou diretores responsáveis possuam experiência profissional no exercício da atividade por mais de 03 (três) anos;
d) Idoneidade financeira e qualificação cadastral da empresa;
e) Instalações adequadas ao atendimento dos usuários, com áreas exclusivamente destinadas à atividade;
f) Comprovação de viabilidade do mercado na localidade pretendida;
g) Se no nome da empresa constar "Agência de Viagem e Turismo" será destinada a operar com agenciamento em nível nacional e internacional, agora se no nome constar "Agência de Viagem", será apenas em nível nacional e nos países limítrofes;
h) Se possuir guias de turismo em seu quadro de funcionários, estes deverão ter registro na Embratur.


TRIBUTAÇÃO
Segundo entendimento da Secretaria da Receita Federal, as empresas  que tem por objeto social a prestação de serviços de Turismo, ou seja, que emite passagens, marca viagens, reserva hotéis, etc., não podem optar pelo sistema Simples de tributação, por ser atividade "assemelhada à de Representação Comercial e Corretagem, na intermediação de operações por conta de terceiros". Desta forma, as Agências de Turismo estão sujeitas ao sistema normal de tributação federal. RESUMINDO: se sua agência de viagens não tiver registro IATA, você pode optar pelo SIMPLES, agora, se sua agência faz câmbio e ainda emite passagens aéreas internacionais, então a tributação não poderá ser o SIMPLES.


LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA
- Registro na Junta Comercial;
- Registro na Secretária da Fazenda;
- Registro na Prefeitura do Município;
- Registro no INSS;
- Registro no Sindicato Patronal;
- Registro da empresa turística na EMBRATUR / Brasília;
- Filiação à ABAV (para concessão de carta de capacitação técnica);
- Registro no Sindetur - opcional;
- Registro do meio de transporte ou frota de ônibus/carro no DER (Departamento Estadual de Rodagem) - no caso de trânsito em estradas estaduais do Espírito Santo (ver Registro Especial), e no DNER (Departamento Nacional de Estradas e Rodagem) para o caso de transporte e circulação em estadas interestaduais. Para maiores informações sobre a legislação consultar o site da Embratur.
O empreendedor deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento. Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990). Para maiores informações consultar a EMBRATUR.


REGISTRO ESPECIAL
A primeira condição para uma agência de viagens funcionar legalmente é registrá-la, como qualquer empresa de natureza comercial, na Junta Comercial do Estado em que está sendo instalada.
Após registro na Junta, a sua empresa deverá obter o cartão CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CGC) – na Receita Federal (este documento é necessário para adquirir o alvará de licença expedido pela Prefeitura Municipal).
A partir de então, a empresa providenciará seu registro junto à Instituto Brasileiro de Turismo – EMBRATUR. Geralmente, cada estado possui uma entidade que responde pela EMBRATUR.
É interessante, também, que a empresa se cadastre no SNEA – Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias. A agência que não se associar a esse sindicato não consegue cadastro para pleitear crédito junto às companhias aéreas. E crédito é vital para uma pequena agência, já que as operações de compra de passagens envolvem grandes somas de recursos e prazos curtíssimos de pagamento.


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CADASTRAMENTO DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO NA EMBRATUR
1. Requerimento solicitando o cadastro na EMBRATUR (através da internet ou nas entidades estaduais que responde pela EMBRATUR);
2. Ficha de cadastro preenchida;
3.Cópia do contrato social, arquivado na Junta Comercial como firma Ltda.ou S/A, contendo no objetivo social, o seguinte termo: A sociedade exercerá a atividade de Agência de Viagens e Turismo, conforme legislação em vigor ou, então, de Agência de Viagens;
4. Cópia do CNPJ;
5.Pagamento da taxa de serviço para agência localizada na capital ou no interior, recolhida, integralmente, em favor da EMBRATUR;
6. Termo de compromisso.


PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS PARA O REGISTRO DE AGÊNCIAS DE VIAGEM NO SNEA
1. Fotocópia autenticada em cartório do Certificado de Classificação no Instituto Brasileiro de Turismo – EMBRATUR;
2. Sociedade Limitada: fotocópia do Contrato Social inicial e posteriores alterações;
3.Sociedade Anônima: fotocópia dos Estatutos Sociais vigentes, da Ata da Assembléia Geral que elegeu a atual Diretoria, assim como a da que efetivou o último aumento do Capital Social;
4. Tanto em caso de Sociedade Limitada como no de Sociedade Autônoma, o capital mínimo integrado deverá corresponder, em moeda corrente, na data da constituição da sociedade, ou quando da última alteração contratual para elevação do capital, a US$ 25.000,00 (dólar comercial/venda, relativo ao último dia útil do mês anterior ao da assinatura do Contrato ou da efetuação da Alteração Contratual) para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e US$ 20.000,00 para o interior desses Estados e, também para os demais Estados do país;
5. Fotocópia do Contrato de Locação ou comprovação de propriedade do local e Alvará de Localização;
6. Fotocópia do CNPJ;
7. Autorização formalizada em documento endereçado à Diretoria do Sindicato em papel timbrado da firma;
8.Informação Cadastral da firma postulante e de seus sócios, fornecida por firma especializada e na sua falta, por outro órgão informante;
9.O requerimento de cadastro, com os documentos retroenumerados, deverá ser encaminhado ao SNEA por intermédio de uma Empresa Aeroviária;
10.Juntamente com os documentos encaminhados pela Empresa Aérea apresentando a postulação da agência, deverá ser anexada Declaração de Capacitação Técnico-Profissional de um dos componentes da sociedade, fornecida pela ABAV e/ou SINDETUR, onde houver.


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O REGISTRO DA FROTA DE EMPRESAS DE FRETAMENTO E/OU TURISMO PARA TRANSPORTE INTER ESTADUAL E INTERNACIONAL no DNER/ES
1. Documentos de Constituição da Empresa;
2. Cadastro na EMBRATUR;
OBS. Há uma exigência de mais documentos, sendo desta forma sugere-se entrar em contato com o DNER.


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O REGISTRO DA FROTA DE EMPRESAS DE FRETAMENTO E/OU TURISMO PARA TRANSPORTE INTER MUNICIPAL no DER.
1. Requerimento ao Diretor Geral do DER - Registro de Empresa no DER na modalidade de Fretamento e/ou Turismo;
2. Instrumento constitutivo da empresa, arquivado em Junta Comercial, do qual conste como um dos fins sociais a exploração de serviços de transporte coletivo de passageiros;
3. Comprovação de capital registrado, em UFIR’ S;
4. Comprovação de integralização mínima de 69,73% do capital registrado;
5. Inscrição no Cadastro Geral de Contribuintes (CGC) do Ministério da Fazenda;
6. Inscrição Estadual/ Municipal/ Alvará;
7.Documento de identidade e prova de regularidade quanto à legislação eleitoral e militar dos titulares, diretores ou sócios gerentes, conforme o caso;
8. Declaração dos titulares, diretores ou sócios gerentes, sob as penas da lei, de não terem sido definitivamente condenados a pena que vede, ainda que de modo temporário, o acesso a funções ou cargos públicos;
9. Relação, especificação e prova de propriedade do(s) veículo(s) componente(s) da frota (inclusive IPVA e seguro obrigatório);
10.Inventário, com descrição pormenorizada das instalações e do aparelhamento técnico, adequado e disponível para a realização dos serviços;
11. Relação das equipes técnicas e administrativas da empresa;
12.Prova de disponibilidade permanente de escritório, garagem e oficina própria ou arrendadas para atendimento dos serviços de manutenção, estacionamento e circulação da frota;
13. Prova de regularidade com as exigências da legislação fiscal (certidões negativas de débito para com as Fazendas Federal, Estadual e Municipal), trabalhista (FGTS) e previdenciária (INSS);
14. Certidões negativas de protestos de títulos e documentos, emitidas pelos cartórios respectivos da Comarca da sede da empresa e das filiais no Estado do Espírito Santo, caso a sede esteja situada em outro Estado;
OBS. Para maiores informações

197 comentários:

Knight Armageddon disse...

Ola amigo, gostei muito do seu Blog, parabéns! Você saberia indicar se existe algum curso de algum dos GDS que você citou aqui no Brasil (apesar do programa ser em ingles)?

Um abraço!

DOUGLAS WIRES disse...

Os cursos do AMADEUS, SABRE, WORLDSPAN e GALILEO são gratuitos, desde que vc seja funcionário de uma agência de viagens e a mesma te encaminhe para fazer o curso.

Há faculdades de turismo que dão curso de AMADEUS e SABRE, desde que vc seja aluno.

Caso vc não se encaixe em nenhum dos perfis acima, consulte a ABAV do seu estado, ela fornece cursos de GDS pagos.

ELENA GABIATE disse...

boa tarde
Pretendo abrir uma empresa de turismo, se eu colocar o capital social bem elevado,ganho alguma vantagem nas cia aerea,ou so vai servir para pagar mais impostos? Qual seria o melhor lugar para montar a empresa, capital ou interior? A empresa tem que ser ltda ou pode ser individual? Quanto mais ou menos vou gastar com documentos para abrir a firma?

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Elena!

Não tenho como te dar certeza dos valores nem como te orientar quanto a essas questões financeiras e jurídicas porque não é a minha área. Um contador tem mais experiencia quanto a isso do que eu. Minha experiencia se deve apenas quanto ao caminho operacional para criar e manter uma agência de viagens.

A única contribuição que posso te dar é quanto ao local de abertura da agência. Se vc pretende focar suas vendas com o público, sem dúvidas é recomendável que vc abra a loja num shopping. O segmento rodoviário também é bom para manter a loja movimentada e gerar aquela receita mínima para pagar as contas básicas (luz, água e telefone).

Agora, se pretender abrir uma agência no interior, o ideal é que nesse local exista alguma empresa grande (da área do petróleo, usina, metalúrgica, etc) para que você possa fazer negocios com ela e seus funcionários.

Não descarte também a possibilidade de contartar um promotor para visitar clientes físicos e juridicos. Isso ampliará seu mercado de vendas, não deixando-a presa as vendas dos "clientes de rua".

Por fim, o salário de um agente de viagens junior no Rio de Janeiro está na faixa de R$ 900 a R$ 1050 + ticket alimentação e passagem de ônibus. Há agências que pagam R$ 600 + benefícios + comissão.

Quanto ao salário dos agentes mais experientes (emissor de passagens internacionais e nacionais, fluente em inglês, experiência em venda de pacotes turísticos e outros produtos) no mercado vc não encontra ninguém que aceite trabalhar por menos de R$ 2000. Além disso, há agências que ainda pagam comissão. Entretanto, a maioria não assina a carteira com o valor de R$ 2000. A forma que se tem de fugir dos impostos, é assinar a carteira por menos de R$ 1100 e a diferença "pagar por fora".

CARLOS disse...

Boa noite! Li parte de seus artigos, mas vou continuar a lê-los avidamente. Estou montando uma agência de viagens em SP. Gostaria de saber se vale a pena eu comprar um IATA no mercado ou começar e aos poucos ganhar a certificação, em função do preço e se o mesmo existe para ser vendido no mercado? Parabéns pela excelência de seus artigos e experiência profissional.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Carlos!

Eu não faria isso se fosse você. Comprar IATAs no mercado é uma roubada!!! Um IATA é como se fosse um carro usado cheio de multas que não foram pagas. Você comprando um desses IATAs vc se compromete judicialmente em pagar as dívidas da agência que faliu ou que ficou inadimplente com o pagamento dos bilhetes que ela emitiu e não pagou as cias aéreas.

Siga o caminho correto, mesmo que seja mais penoso, porque lá na frente vc não se arrependerá.

VALDINETE disse...

Olá Douglas,

Fico muito feliz pelas informações disponibilizadas a partir de sua experiência isso concerteza contribuirá muito para o desenvolvimento deste setor. Douglas estamos montando uma empresa em nossa pequena cidade Ipiaú interior da Bahia. No momento estamos cheios de dúviadas mas buscando conhecimento por pessoas como você. Queremos agregar ao objetivo serviços relacionados não apenas a AGÊNCIA DE VIAGENS E TURISMO como também consultoria e Produções.O nome sugerido para a nossa empresa é Trilhas & Rios - Ecoturismo, Consultoria e Produções gostariamos de saber se existe esta possibilidade, por gentileza caso possvel gostariamos que vc nos informasse material disponivel para quem está entrando neste mercado. Não dispomos de um valor alto por isso estamos pesquisando em que serviços nossa empresa poderá iniciar com o tempo vai tomando novos rumos. Nos ajude por favor

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Valdinete!

Da maneira que vc expõe suas intenções vc está confusa se deseja ser uma prestadora de serviços ou uma fornecedora de serviços.

PRESTADOR DE SERVIÇOS, seria agir como uma agência de viagens. Já o FORNECEDOR DE SERVIÇOS, é aquele que visita as agências entregando folders com o serviço que ele oferece. A agência então contacta via telefone o fornecedor para agendar o city tour ou o serviço do roteiro do folder que ela recebeu do promotor da sua empresa VALDINETE, e depois, o FORNECEDOR paga a comissão pelo serviço contratado pela agência de viagens.

A maneira mais barata de se começar, é primeiro vc criar folders com roteiros de passeios e serviços que vc pretende oferecer. Entre em contato com uma gráfica e por menos de R$ 1000 vc conseguirá uma boa quantidade de material para ser distribuído às agencias, hotéis, clubes e escolas da sua região. Atente-se ao detalhe da comissão paga para quem vender seus produtos. Nos folders deve existir um campo (retângulo) em branco onde o promotor da sua empresa deverá escrever o valor da comissão: 10%, 15%, 20%. Essa dica é no caso de vc desejar ser uma FORNECEDORA DE SERVIÇOS, onde os outros venderão os seus produtos.

Se vc optar em ser uma PRESTADORA DE SERVIÇOS, vc não conseguirá montar uma rede de vendas, porque as outras agências não irão querer vender seus produtos devido à concorrência. É como se alguém estivesse dando munição para o inimigo te destruir.

Por fim, entre em contato com o SEBRAE da sua região, ele possui programas de capacitação que poderão te direcionar a planejar melhor a abertura da sua empresa e como administrá-la de acordo com o perfil do mercado escolhido.

Aldo disse...

Caro Douglas, em 1o. lugar, parabéns pelo blog, muito interessante. Ainda não entendi, se quem pretende abrir uma agência de vaiagem e turismo, tem que necessariamente comprovar experiência de, pelo menos, 3 anos no ramo. Outra coisa, como é a remuneração dos hotéis ?

obrigado e abs, Aldo

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Aldo!

A experiência exigida refere-se aos funcionários contratados. Você precisa ter em sua agência pelo menos 2 funcionários que tenham na carteira de trabalho experiência comprovada que já estão no ramo do turismo há mais de 1 ano. Os demais que vc contratar não precisam de experiência, mas se você desejar obter o certificado IATA, essa questão de experiência será um dos quesitos.

Quanto a remuneração dos hotéis, o padrão é 10%. Mas aí vc pode me perguntar como é que as operadoras pagam 12%, ou mais? E eu então te respondo que tudo dependerá do volume de vendas que vc tiver com o hotel que vc deseja fazer parceria. As vezes a comissão da operadora é até de 15%, mas a tarifa é mais cara do que se vc fizesse diretamente com o hotel para receber 10%.

Aldo disse...

Dougla, então se alguém quer abrir uma agência, os sócios não precisam comprovar exepriência no ramo, mas é obrigado a contratar 2 funcionárioa com experiência de,´pelo menos, 1 anos. É isso ?
Abs.

Anônimo disse...

Bom dia Douglas!Estou abrindo uma agencia de Turismo Pedagógico,com visitas Tecnicas para os Universitarios,e aulas de campo para alunos de Ensino Médio, Fundamental enfim viagens relacionada a area de estudo, gostaria de saber sua opiniao sobre o tema...

Susy Diniz disse...

bom dia....Douglas quero abrir uma agencia mas ainda tenho dúvidas se busco apenas a vertente do corporativo,pois a minha cidade tem vocaçao para o turismo de negocios, devido o complexo agroindustrial ser um dos maiores do País...qual sua experiencia com o corporativo e as dicas sobre esse foco....

Souza disse...

Ola, Douglas! Primeiramente parabens pelo blog, pois esta muito bem detalhado no que tange a informacoes acerca de como abrir uma agencia de viagens e tal.
Tenho uma duvida, qual o beneficio do IATA, especificamente? Digo, ao abrir uma agencia de viagens e turismo, pode-se estar comprando passagens internacionais atraves de empresas nacionais tais como a GOL, TAM...nao pode? Assim, nesse caso sera uma empresa nacional, mas que vende passagens internacionais, certo? E, por conseguinte, a agencia seria comissionada. Ou entendi de forma totalmente equivocada?
Por exemplo, uma viagem pra America do Sul. A agencia compra uma passagem para Bariloche atraves da GOL, ou TAM....o que acontecera?
Quanto ao conhecimento tecnico, o prazo de 3 anos so comeca a contar a partir do momento em que a agencia de cadastra com a ABAV, ou da data de seu funcionamento?
Mais uma..rsrs Em relacao à inscrição estadual, o que significa exatamente isso? Digo, não há comercialização de bens, uma vez que a agencia de viagens e uma prestadora de serviços....daí a dúvida: qual a necessidade dessa inscrição, uma vez que não haverá venda de nenhum objeto pela agencia?

Gde abraço e mais uma vez, parabéns!!!!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Souza!
Vc pode emitir uma passagem BOGOTA/RIO/BOGOTA ou RIO/BOGOTA/RIO com a GOL e ser comissionado sem ter IATA, porque a GOL não exige IATA. Porém, o IATA é um ponto fundamental para vc ter crédito de R$40mil, R$50mil ou mais para emitir vários bilhetes sem utilizar um cartão de crédito com limite para isso. Quando vc receber seu primeiro contrato aéreo, você saberá quais rotas lhe darão direito a receber comissão.

Quanto ao CONHECIMENTO TÉCNICO, ele está vinculado à carteira de trabalho do funcionário contratado ou a do empregador/sócio.

Por fim, a INSCRIÇÃO ESTADUAL é exigida para aquelas ag~encias que pretendem participar de licitações de órgãos públicos e talvez, não tenho certeza, para ter o alvará de funcionamento da agência. mais do que isso desconhesso.

DOUGLAS WIRES disse...

Cara amiga, Suzy e Sr Anônimo...

Estou há mais de 10 anos no mercado de turismo e o que tem me feito viver de turismo apesar de todas essa concorrência aí fora foi o fato de eu querer ser o melhor para me garantir em tudo que é tipo de segmento.

Nunca trabalhei com turismo pedagógico, muito menos com o turismo agroindustrial. Tenho apenas uma vaga idéia. O conselho que dou a vcs é saber selecionar pessoas que saibam vender o produto e que as mesmas sejam comissionadas pelas vendas para que fiquem estimuladas. Da maneira que vcs querem trabalhar, o foco do mercado de vcs não é agência de turismo e sim fornecedores de serviço. Sua rede de vendas será muito maior se vc visitarem outras agências, escolas, universidades e empresas do ramo do seu negócio para oferecer o produto que desejam pôr no mercado!

Yair Alon disse...

Olá, Douglas, adorei o seu blog. Me responde uma curiosidade minha: como é que as agências conseguem reservar ingressos para espetáculos, museus ou atrações turísticas no destino? É o GDS que oferece isso? Se sim, qual?

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Yair!

Até hoje eu nunca trabalhei em uma agência que vende ingressos. Em parte, no SABRE e AMADEUS vc encontra essa viabilidade de comprar ingressos, mas a verdade mesmo é que muitos vêm das mãos de cambistas (bilhetes de carnaval e até de jogo de futebol) e outros de grandes operadoras. Seria tipo uma bola de neve, cada um repassando pro outro o seu preço com comissão até chegar nas mãos do cliente.

Aqui no Brasil, vc consegue comprar bilhetes da DISNEY das mãos da AGAXTUR e INTEREP, por exemplo. Agora como é a mecânica disso realmente eu não sei.

Yair Alon disse...

Obrigado pela resposta. Então se com um programa como Amadeus eu tenho acesso à aviões, carros, cruzeiros, hotéis e também ingressos para atrações, eu não preciso de uma operadora para poder trabalhar com minha agência, correto? Eu posso montar meus próprios roteiros? Ou existe alguma vantagem/necessidade em usar operadoras?

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Yair Alon!
Recomendo trabalhar com os dois: GDS e operadoras. Em minha rotina de trabalho, 70% dos pacotes que fecho são por operadoras. Usar GDS te restringe a um numero limitado de operadoras, os valores são um mais caro e se vc vender um city tour pelo GDS e depois tiver um problema sua conta telefônica vai ficar muito cara devido as ligações internacionais que vc poderá fazer para resolver isso. O GDS só é bom mesmo para AÉREO, CARRO e HOTEL. O resto, é bom fazer com uma operadora no Brasil.

FINEANDYOU??? disse...

Olá Douglas, parabéns pelo seu blog! Tenho uma agência de turismo, e gostaria de saber quais as exigências e quais as vantagens de se montar uma operadora de turismo. Você tem essa informação, ou sabe onde posso conseguir?
Abçs
Tatiana

Daniel Barros disse...

Olá Douglas! Primeiramente,o parabenizamos pela bela inciativa, de auxiliar futuros gestores do ramo de agenciamento. E em segundo lugar, temos uma dúvida a ser esclarecida. A dúvida é sobre a venda se seguros por uma agência que está inciando. Como devo proceder para que possamos vender seguro viagem? Desde já, agradeço pela atenção!

Anônimo disse...

Muito interessante o seu blog e já me ajudou com muitas dúvidas que eu tinha. Eu pretendo sair de onde trabalho (agência) e a principio abrir um Home Office para não me arriscar tanto. Começaria sozinha para sentir o negócio e conforme crescesse alugar um escritório e contratar gente. Com o Home office eu preciso seguir toda a documentação como é feita para agência? Você tem algum livro que possa indicar para me ajudar nessa nova etapa?

♫♫(๏̯͡๏)BARRO NAS MÃOS DO OLEIRO (๏̯͡๏)♫♫ disse...

OLA! DOUGLAS

POSSO ABRIR UMA FILIAL DE UMA AGÊNCIA DE TURISMO ELA TEM TODOS OS REGISTROS E DE MINHA SOBRINHA LOCALIZADA EM FOZ DO IGUAÇU PARA UMA FILIAL NO INTERIOR DA BAHIA SÓ PRA VENDER PASSAGENS AÉREAS E TERRESTRES UMA CENTRAL DE PASSAGENS?

OBRIGADO
CARLOS

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Carlos!
Operacionalmente falando, vc pode. A questão está no quesito jurídico. Toda a documentação da empresa estará atrelada à FOZ DO IGUAÇU, e aí, seria bom vc consultar um contador para saber como seria feito o pagamento dos impostos.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, ANÔNIMO QUE DESEJA ABRIR UM HOME OFFICE...
Você não precisa dar entrada em todas as documentações necessárias, faça por etapas até sentir que seu negócio está dando resultado, caso contrário, terá mais uma despesa adicional com relação aos impostos do Governo porque resolveu abrir um CNPJ.

PRIMEIRO PASSO - TRABALHE COMO FREE LANCER
Free Lancers ñão precisam de documentação alguma. Eles prospectam a venda e solicita a uma OPERADORA DE VIAGENS para emitir o bilhete aéreo ou o voucher do hotel e carro para o cliente, e depois recebem da OPERADORA uma comissão por isso. A operadora de viagens que te recomendo é a GAPONE.COM.BR (eu já trabalhei lá).

SEGUNDO PASSO - COMECE A DAR ENTRADA NA DOCUMENTAÇÃO PRINCIPAL
Quando seu negócio começar a dar algum lucro, abra um CNPJ, I. ESTADUAL e EMBRATUR. Esses documentos lhe servirão para vc ser cadastrada pelas redes hoteleiras, locadoras de carro e nos sites das cia aéreas nacionais, e ser remunerada diretamente por eles, sem a intermediação da OPERADORA. Sua comissão será bem maior!

ULTIMO PASSO - FAÇA SUA AGENCIA APARECER
Quando suas vendas estiverem bombando, então já é hora de levar seu home office para uma loja de rua ou no shopping. É aí que toda a documentação será necessária. Não faça isso, sem antes já ter um site pronto referente aos produtos da sua agencia.

Abraços

Igor disse...

Primeiramente gostaria de exaltar o quão importante se faz o seu blog para nós empreendedores que pretendemos entrar no ramo do turismo. Estou bastante interessado em começa neste ramo, entretanto não tenho muita experiência. Estou dando uma estudada em alguns pontos e pude observar que existe franquias de agências de viagens, com investimento baixo e comissôes que variam de 6 a 15%. Gostaria de saber o que vc acha destas franquias e se valeria a pena abri-las. OBS: Moro em uma cidade do interior.

renato disse...

Olá Douglas. Trabalho com roteiros escolares e quero oficializar meus roteiros. o que voce me aconselha:
montar uma agencia ou uma operadora de turismo. Em qual delas poderia trabalhar em casa? Moro sozinho etenho espaço disponível. N~ça otenho como arcar com espaço físico alugado.

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, IGOR!

Com relação as Franquias, eu só as recomendo se vc estivesse na capital. Mesmo sendo uma franquia, vc terá um custo mensal para arcar (marca da franquia, GDS da franquia, site da franquia...), mesmo sem vender. É mais seguro vc trabalhar com uma operadora. esse é o conselho que dou para todos empreendedores que iniciam. Comecem primeiro solicitando os serviços de uma operadora, mesmo que vc divida a comissão com elas, os riscos são menores!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, RENATO!

Com relação a sua pergunta, é melhor,vc deve abrir uma OPERADORA DE TURISMO. RESUMINDO; VC DEVE SER O PRÓPRIO FORNECEDOR DO SERVIÇO.

Dessa forma, sua rede de vendas será maior e com um BLACKBERRY na mão, vc poderá monitorá os emails dos seus clientes enquanto visita escolas, faculdades e outras agências para divulgar seus produtos!

Tiziano disse...

Olà Douglas,
vc ja me tirou algumas duvidas mas nao entendi se, para abrir uma agéncia, eu precisaria de um diretor com pelos menos 3 anos de experiença ou de 2 funcionarios com pelos menos um ano de experiença no turismo? Eu sou italiano e gostaria de proporcionar o paraiso onde moro no Brasil aos turistas europeos. Poderia abrir a agència dentro da minha propria casa no Brasil ou eu teria que abrir em um outro lugar?

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Tiziano!
Vc pode abrir a sua agência dentro da sua casa, não há problema quanto a isso! Quanto aos funcionários, diretor e experiência mínima de 3 anos, tudo depende do tipo de operação que vc deseja fazer. Se vc obter apenas o CNPJ da sua agência e trabalhar como home office solicitando os serviços de emissão de passagens aéreas por meio de uma OPERADORA DE VIAGENS, é óbvio que essa exigência não será necessária. ;-)

Pedro disse...

Douglas, seu blog é muito esclarecedor principalmente sobre a parte burocrática para o início das atividades de uma agência. É claro que ainda ficam dúvidas, então gostaria que você me ajudasse:

Minha agência será home office, onde toda a divulgalão será feita online. Nem eu, nem minha sócia somos formados ou trabalhamos com turismo anteriormente, e não pretendemos contratar nenhum funcionário por enquanto, pois podemos fazer todo o atendimento. Nós seremos intermediários entre os clientes brasileiros e as agências parceiras (nossos prestadores de serviço) internacionais, já que vamos vender apenas pacotes para fora do Brasil.

Gostaria de saber se dessa forma eu consigo trabalhar sem o tal funcionário com experiência na área, se posso trabalhar em parceria com uma consolidadora para emissão das passagens, se teria que me filiar apenas a ABAV e Embratur e se podemos entrar no sistema de Simples Nacional.

Obrigado pela ajuda... abraço!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, PEDRO!

Você pode trabalhar sem o tal funcionário com experiência na área. Pode também trabalhar em parceria com uma consolidadora para emissão das passagens. Vc não precisa se filiar a ABAV, mas recomendo obter o registro na Embratur, e com certeza você poderá utilizar o sistema de Simples Nacional.

Mas de todas essas condições acima, a mais importante é vc ter um CNPJ, ele será a sua garantia das agências que solicitar os seus serviços terem segurança de que suas operações são legais (legais em termos de falar que sua empresa não é picareta). O CNPJ será também sua garantia de poder protestar as agências que não te repassarem o pagamento dos pacotes vendidos. Acredite... Tem muita agência pé de chinelo que recebe o pagamento do cliente e não paga o fornecedor.

Anônimo disse...

Olá Douglas!

Inicialmente, gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa! seu site é super esclarecedor!
Contudo, acabei ficando com uma dúvida e agradeceria muito sua ajuda: como fazer a precificação de uma agência de turismo? Por exemplo:

Passagem: R$300,00
Hotel: R$250,00
City Tour: 100,00
Seguro: R$50,00

Tenho aqui um total de R$700,00, certo? Quando vou emitir a nota fiscal para o cliente, provavelmente terei que levar em consideração os tributos... e quanto ao lucro? o lucro de uma agência é mensurado apenas sobre as comissões recebidas ou, normalmente, em cima destes R$700,00 a agência coloca algum percentual em cima? como então ficaria este cálculo? markup considerando os tributos incidentes? markup considerando tributos e lucro? To confuso!!! hahaha

Obrigado,

Sergio.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Sérgio!

Essa sua dúvida pode ser esclarecida se vc ler outro artigo em meu blog: COMO CALCULAR COMISSÃO, cujo link da página segue abaixo:

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2008/03/como-calcular-comisso.html

Pedro disse...

Douglas, obrigado pela resposta anterior. Tenho mais algumas dúvidas, dessa vez sobre pacotes turisticos. Vou citar um exemplo:

Agência brasileira X vende pacote de 9 dias para a Jordânia por US$2.300,00 voando Emirates.

Quem operacionaliza o pacote no outro país,ou seja, quem fica responsável pelo cliente desde o momento em que ele chega ao país até o momento em que vai embora é uma agência local e parceira da agência brasileira, certo? Então a agência brasileira recebe do cliente, paga o prestador de serviços (agência local) e fica com uma comissão.

Só que um preço como esse está muito bom, então eu te pergunto como as agências brasileiras conseguem vender pacotes a esse preço, se é em parceria com uma determinada cia aérea, se elas se beneficiam de acordos das agências locais com as cias aéreas, enfim... mesmo pq os preços entre as agências sempre são muito próximos, o que parece um cartel.

Abraços

DOUGLAS WIRES disse...

PEDRO...
A sua dúvida quanto aos valores dos pacotes é bastante comum e não existiria se vc tivesse acesso à tarifas aéreas de grupo. Esse é o segredo! Enquanto que uma tarifa RIO/MIAMI/RIO custa USD 1142 com a AMERICAN AIRLINES, uma tarifa de grupo não fica por mais de USD 600! Assim fica fácil para qualquer agência montar um pacote e no final do preço ainda acrescentar sua comissão de R$200 a R$300.

Dessa forma, os valores ficam bem parecidos com os pacotes das outras agências. O único problema, é que por se tratar de uma tarifa de grupo, ela só é válida se você vender para os mesmos períodos de datas mais de 9 assentos.

Anônimo disse...

Olá Douglas! Parabéns pelo Blog e obrigada pelas informações!
Gostaria de saber se uma pessoa com experiência de 10 meses em agência de viagens, pode entrar em sociedade para abertura de agência de viagem e como procede a negociação de valores da sociedade.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Amigo anônimo.

Não tenho condições de esclarecer essa sua dúvida devido a área jurídica não ser o ramo que atuo. Mas uma coisa te digo: "NAO EXISTE SEQUER UMA AGENCIA DE VIAGENS QUE OPERE LEGALMENTE NO BRASIL."

Legalmente quando falo, refere-se não só a área jurídica, mas também trabalhista. Tanto que em COPACABANA, muitas agências fazem câmbio sem estarem credenciadas pelo Banco do Brasil para fazerem isso.

Leandro disse...

Ola Douglas,

Encantado com sus experiencia na Atividade de Turismo, e empenhado em um projeto de criaçao de uma operadora de Viagem, gostaria saber si existiria possibilidade de nos assessorar no nosso Projeto; Seria possivel discutirmos em um final de semana no Rio, sua cidade, nosso projeto mediante honorarios?? E si positivo, qual forma de contacta-lo?

Grato
Leandro Sahuquet

DOUGLAS WIRES disse...

LEANDRO...

Entre em contato comigo através do formulário de email do lado esquerdo dessa página para que eu possa te responder com privacidade.

Obrigado! :)

Marianne disse...

Boa tarde !
Parabens pelo blog, tirou muitas dúvidas minhas.
Minha pergunta é, eu quero abrir uma agencia "virtual" já que o meu público alvo é europeu. Posso comprar passagens internacionais com a Gapnet e mandar o voucher por email ? mesmo saindo de Paris por exemplo Paris-Rio-Paris ?

Obrigada

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Mariane!

Sim, vc pode comprar com eles passagens do exterior para o Brasil. Eu já trabalhei na GAPNET, e o contrato de emissão deles é o mesmo da agência onde trabalho atualmente. DETALHE: as emissões com qualquer cia aérea do exterior para o Brasil não são comissionadas. Isso significa que seus clientes irão pagar mais caro comprando com vc do que comprando a passagem diretamente com uma agência na europa. Por exemplo: se a tarifa for R$2000 a GAPONE irá emitir o bilhete cobrando uma taxa de emissão, geralmente 3% do valor da tarifa. Aí, sobre esse valor vc terá que por a sua taxa de serviço. Digamos... USD50.00, porque vc não vai trabalhar de graça. Entendeu?

Poucas cias aéreas comissionam agencias de viagens quando a viagem inicia-se fora do Brasil, entre elas: EMIRATES, SOUTH AFRICAN, IBERIA e ALITALIA.

A solução que te dou para mascará a tarifa aérea cara que vc estará vendendo para os seus clientes, é incluí-la no pacote envolvendo hotel + city tour.

Marianne disse...

Muito obrigada viu !

LOGISTICA - UMA ARMA ESTRATÉGICA PARA TODO O MUNDO disse...

Douglas,o que você acha de começar vender passagens aéreas e hospedagem por mei de internet, antes de montar sua loja?

DOUGLAS WIRES disse...

Caro amigo....
Eu já vendo passagens aéreas por meio do meu blog quando as pessoas solicitam via formulário. Porém, não tenho intenção de fazer desse blog uma ferramenta de vendas, minha intenção é apenas orientar outras pessoas que têm interesse em trabalhar nesse ramo, compartilhando meu conhecimento para qque elas não se decepcionem mais tarde. Já salvei algumas pessoas de fazerem maus negócios e inclusive de embarcarem numa furada se aderissem a franquias de agência de turismo.

Anônimo disse...

ola boa tarde, estou abrindo minha agência, achei ótimas suas explicações, me tirou várias dúvidas...moro numa cidade pequena de apenas 9mil habitantes mas pretendo ampliar para as cidades vizinhas através de amigos, parentes e etc...gostaria de alguma sugestão para nome da minha agência vc me ajudaria? quando estiver já funcionando te dou um toque, um abraço Alessandra Campos-Sarapuí-SP

Anônimo disse...

qOlá Douglas!!
encontrei seu blog hj na net, e simplesmente adorei!!
Parabéns pelo sucesso!
Trabalho no turismo há 8anos, e há 2meses montei em sociedade minha agencia.
Minha dúvida é: pra que serve o cadastro no SNEA? to tentando me cadastrar em uma empresa regional e me pediram SNEA e IATA.. IATA não é só pra voos internacionais?? Como devo proceder se ainda não tenho cadastro em nenhuma das duas,meu capital ainda é de R$ 20.000,00. Desde ja te agradeço! bjs

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Anônimo!
O SNEA serve como um pré-requisito de referência pára facilitar a obtençaõ do registro IATA. Mas o que manda mesmo é dinheiro. Se você tiver um capital de R$ 70.000 ou mais, rapidinho você consegue esse IATA.

Fabiana disse...

olá Douglas, gostaria de saber se os pre requisitos para abrir uma operadora são os mesmos de uma agência?

Danilo Costa disse...

Olá Douglas,

Quero parabenizá-lo pelo Blog. Me ajudou muito...

Estou abrindo uma agência/ operadora que a princípio será online e tenho uma dúvida:

Existe alguma diferença em termos legais, fora o fato de uma ser nacional e a outra poder também ser internacional, entre "agência de viagens", "agência de viagens e turismo" e "operadora"? Quero dizer em relação às limitações de prestação de serviços e pagamentos de impostos? E quais podem optar pelo Simples Nacional?

DOUGLAS WIRES disse...

Olá Danilo!
Não possuo conhecimento a fundo dessa parte financeira e jurídica com relaçao a diferença de AGENCIA DE VIAGENS X AGENCIA DE VIAGENS E TURISMO X OPERADORA.

Eu sou EMISSOR DE PASSAGENS e meu conhecimento se deve a parte OPERACIONAL, cuja diferença entre as 3 nomeclaturas de agências se deve apenas ao contrato com a cia aérea.

Para vc ter uma melhor visão do que falo, te darei um exemplo:

Se você registrar sua empresa como AGENCIA DE VIAGENS ou AGENCIA DE VIAGENS E TURISMO, as tarifas aéreas que você oferecerá aos seus clientes serão mais caras do que as tarifas de uma OPERADORA DE VIAGENS. Enquanto que uma passagem SDU / CGH emitida por uma AGENCIA DE VIAGENS custa com taxas R$ 482.62, o mesmo trecho emitido por uma OPERADORA sairia aproximadamente por R$ 342.62. Isso porque, as cias aéreas disponibilizam para as OPERADORAS tarifas diferenciadas, que não são repassadas para o mercado.

Em contra-partida, para vc registrar sua empresa como uma OPERADORA, vc terá que ter um volume de emissão muito alto, pois OPERADORAS DE VIAGENS são na verdade ATACADISTAS de passagens aéreas. Elas emitem passagens para outras agências menores. Ou seja, vc precisará de ter por mês um volume de emissão de mais de R$ 100.00 para manter seu contrato de OPERADORA DE VIAGENS com as cia aéreas.

Note que empresas registradas como AGENCIA DE VIAGENS ou AGENCIA DE VIAGENS E TURISMO tem como público o VAREJO, que é o que eu vejo o qual a empresa que vc está abrindo se encaixa. A medida que o seu volume for aumentando, vc poderá se tornar uma OPERADORA, mas nem sempre isso acontece. Muitas AGENCIAS DE VIAGENS de grande porte, CVC, por exemplo, por terem um volume grande, conseguem tarifas iguais as das OPERADORAS DE VIAGENS, fora outras vantagens.

Na agência onde trabalho, de vez em quando, eu compro passagens com OPERADORAS DE VIAGENS para ganhar a venda. E quando a sua empresa for aberta, o mesmo acontecerá contigo. Se não quiser perder a venda, vc terá que procurar um CONSOLIDADOR DE VIAGENS (Operadora) para emitir a passagem aérea com eles.

Um forte abraço!

Eliane disse...

Boa noite Douglas!!!Gostaria muito de pedir algumas dicas suas pois percebi q vc tem um vasto conhecimento no turismo. Sou guia turistico e estou com filho pequeno e não tenho como trabalhar fora, gostaria de pedir uma dica pra vc de como começar meu Home Office? Li no seu Blog q começar com a gapnet é uma boa pedida, mas lá eu terei q cumpri uma cota de vendas ou será uma coisa livre? Terei q pagar alguma coisa pra eles, tipo uma taxa pra entrar?Se vc puder me ajudar a dar esse chute inicial lhe serei muito grata. Muito Obrigada e fique com Deus

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Eliana!
A GAPONE não cobra taxa alguma por sua participação como free-lancer para vender os produtos dela. A GAPONE tem inclusive um programa de fidelidade chamado EUREKAS, acesse esse link para conhece-lo: "http://www.eurekas.com.br/"

Por mais, é entrar em contato com eles e começar a vender sem compromisso e sem metas!

DanielTur disse...

Parabéns pelo Blog!!!
Estou querendo montar uma agência de viagens e Turismo no interior de Minas e gostaria de trabalhar com intercambio estudantil e work experience além das tradicionais vendas de passagens aereas e pacotes de operadoras. Saberia me dizer como devo proceder? O que é necessario para tal? Como conseguir um Sponsor nos países estrangeiros?

Eliane disse...

OI Douglas...seu blog está realmente fantástico!!! desculpe-me pela curiosidade , mas eu li seu comentário pro Danilo, falando da diferença de agência de viagens e operadoras. Então...me bateu uma super dúvida, vc trabalha como operadora so seu blog? já q vc postou q não tem o menor interesse em abrir uma agência de viagens,ou vc está trabahando numa agência de viagens e emite pelo seu trabalho passagens mais baratas? desculpe pela intromissão ok!!
Obraços e fica com Deus
se guiser me via e-mail sem problemas. senavh@hotmail.com

Eliane disse...

Douglas me tira uma outra dúvida por favor. fazendo o meu home office vc acha interessante uma pessoa sair pelos escritórios e lojas e até mesmo empresas oferencendo os serviços do home office? Ou vc acha q seria perda de tempo poisas pessoas tem mais confiaça nas agências de viagens?
Mais uma vez obrigada pelo help ok!!
Q Deus lhe dê em dobro

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Eliane!
Eu sou funcionário de uma agência de viagens. Ganho comissão pelas minhas vendas. Os clientes que chegam a mim através do meu blog, eu vendo passagens para eles e quando isso não acontece, utilizo meu blog como hobby e marketing pessoal para conseguir emprego.

Com relação a sua segunda pergunta, trabalhar em HOME OFFICE se dá em 3 situaçõe:

1) Vc ser contratada por uma agência de viagens para trabalhar em casa. Essa foi a minha situação quando eu era funcionário da DUMONDE TRAVEL, a agência está localizada em MIAMI e eu trabalhava em casa. Todo atendimento era via internet, sem contato com o publico.

2) Vc trabalhar como temporário, tipo plantão de uma agencia que atende contas corporativas. Nesse caso, precisa ter muita experiência em todos os âmbitos do trabalho.

3) Vc trabalhar por conta própria, mas nesse caso, vc precisa ter um CNPJ. Empresa alguma irá fazer negócios contigo se vc não for legalizada. Geralmente, quem trabalha em estilo HOME OFFICE possui uma rede de amigos muito grande. Exemplo: vc seria a organizadora das viagens da sua igreja. Fora isso, o HOME OFFICE será inútil pois se vc tiver que sair da sua casa para captar clientes, vc estará fazendo o serviço de um promotor de vendas e ainda precisará de um blackberry para ficar acompanhando os emails que chegam na sua caixa de entrada e os telefonemas também. Nessa situação a coisa se complica mais ainda. E se o cliente desejar uma cotação de passagem? Como vc o informará se vc está na rua?

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, DANIEL TUR!
Existem vários fornecedores no mercado. Cada qual com sua política de pagamento e tarifas diferenciadas dependendo do seu volume de vendas.

Antes de tudo, vc precisa legalizar sua empresa. Sem CNPJ, a única negociação aceita é dinheiro na conta.

Quanto aos fornecedores vc pode encontrá-los visitando feiras de turismo, entrando em contato com a ABAV da sua cidade ou visitando os sites de um desses fornecedores que eu já trabalho na agência onde estou:

1 - EUROPA MUNDO
2 - TREND OPERADORA
3 - MASTER TURISMO (a matriz é em BH)
4 - AGAXTUR
5 - MARSANS
6 - CVC
7 - STB (trabalha com intercâmbio)

Um abraço!

Anônimo disse...

Prezado Douglas, Bom dia? Achei muito interessante o seu blog, parabéns! gostaria que me tirasse algumas dúvidas, sou agente de viagens e estou pretendendo abrir uma agência, sei que não será fácil, pois já trabalho no ramo e sei que o comissionamento não é lá essas coisas, porém a minha principal dúvida é o tempo mínimo exigido para abertura, registrado em carteira tenho 01 ano e 09 meses atualmente, porém estou na área à 03 anos devido á acordos com as empresas que trabalhei, é possível efetuar a abertura da empresa mesmo assim? Desde já agradeço.

Um forte abraço.

DOUGLAS WIRES disse...

Caro amigo Anônimo....
Nada te impede de obter um CNPJ nesse país por mais irregular que vc esteja.

Já disse nesse blog que em Copacabana tem agências que não têm permissão do Banco Central para operar câmbio e fazem assim mesmo a luz do dia.

Essa restrição de tempo de experiência só é rígida para a obtenção do registro IATA, ao meu ver. Fora isso, vc poderá emitir passagens aéreas a vontade cadastrando seu CNPJ nos sites das cias aéreas.

Anônimo disse...

Ok, obrigado, enquanto á filiação na abav ou sindetur é obrigatório? mesmo com esse tempo de trabalho registrado, posso conseguir a carta de capacitação técnica? Ou está também não tem tanta necessidade?

E outra coisa, você deveria dar palestras e cursos, pois domina muito bem o assunto, seria uma honra assistir uma aula sua.

Um forte abraço.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá amigo!

Obrigado pela dica quanto as palestras.

Com relaçaõ à ABAV e SINDETUR, isso não é obrigatório, mas trata-se porém de um registro que poderá ser útil na hora que sua agência for analisada pela IATA para conseguir o registro de cadastramento.

Um colega que trabalhou comigo, JORGE RENATO (WWW.invitebrazil.com/) está hoje trabalhando como "free-lancer" após o fechamento da agência em que trabalhávamos juntos. No princípio ele se registrou na ABAV apenas com o intuito de agilizar a obtenção de cadastro nas cias aéreas nacionais para emitir passagens aéreas. Depois, para cortar custos, ele cancelou sua associação na ABAV.

Sugiro que faça o mesmo!

Marcelo C. disse...

Ola Douglas,
Te parabenizo pelo blog super comentado e suas respostas sem falhas, com exatidao, se nota que realmente tem bastante experiencia no ramo.
Enfim, estou com uma ideia super curiosa e que me parece inovadora, mas gostaria de lhe perguntar em particular, eh possivel???
Obrigado,
Marcelo Carvalho

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, MARCELO!
Você pode enviar sua pergunta particular para mim através do formulário azul à esquerda.

Maiara Pádua disse...

Douglas, parabéns pelo blog!
Estou em Campinas/SP, trabalhando em home office há quase 01 ano e a maioria dos serviços prestados até agora foram para amigos, e o restante, pessoas que me encontraram através do meu site... As coisas têm dado certo, considerando que tenho outro emprego, porém apareceu uma oportunidade ($$$) para expansão. O problema é que existem muitas outras agências localizadas nos bons locais da cidade, portanto não sei se vale a pena abrir uma loja. O que você recomenda? Acredita que um vendedor que visite empresas da região também possa ajudar? E divulgação?

DOUGLAS WIRES disse...

Cara amiga, Maiara...

Como vc eu já tive algumas propostas para abrir uma agência com amigos e até convite de outras pessoas que me conheceram através do meu blog.

Sinceramente, eu prefiro receber um convite para trabalhar com GERENTE ou SUPERVISOR do que iniciar uma aventura empresarial.

Se vc fizer isso, lembre-se que vc terá que abandonar seu emprego oficial pois o que enche o bolso do dono é a presença dele no trabalho. Funcionário algum não tem compromisso com a empresa, e nem pense em contar com a ajuda de familiares porque vc poderá arrumar um problema maior ainda na hora de cobrar tarefas como patrão e eles não saberem separar as coisas.

Sinceramente... Agência de viagem seria a minha segunda opção de investimento em negócio. Antes disso, eu compraria imóveis para alugar, ou um táxi, ou abriria um restaurante self-service para poder investir num negocio de risco como o turismo, pois vc sabe muito bem que emitir 10 passagens por mês para ganhar R$ 30 de comissao por bilhete não paga nem a metade do aluguel num shopping!

Vc

Anônimo disse...

Olá Douglas, meus parabéns pelo seu blog, realmente impressionante, gostaria de abrir uma agencia pequena, com custo baixo em florianopolis, pensei sobre o home office mas gostaria de algo mais sólido podendo atender o publico local tambem, e estou com algumas duvidas:
1- experiencia no ramo: fiz um curso de turismo na australia de 1 ano ( Certificate 2 of Tourism) , mas ainda nao tenho nenhuma experiencia no ramo, gostaria de saber se eu poderia abrir minha propria agencia sem o tal funcionario com experiencia? em qual processo de aberura eles exigem a tal experiencia ou seria apenas por segundas fiscalizaçoes?
2- consolidadora: tenho alguns contatos no exterior , e um dos meus focos seria passagens com origem no exterior( europa, etc) , existe alguma consolidadora ou a propria cia aerea que comissionaria dessa forma alem da Iberia citado acima?? poderia me passar o nome dessas cias aereas por favor?
3- tributaçao: posso entrar no sistema simples nacional? ja que a empresa sera pequena no comeco, mesmo vendendo passagens aereas internacionais??
Novamente, parabéns pelo blog, ficarei muito grato por tirar minha dúvidas!! Sucesso!!!

Anônimo disse...

Possuo uma duvida, Qual o custo da "filiação" junto a IATA e, existe algum organismo nacional que obrigatoriamente devemos ser filiados?

DOUGLAS WIRES disse...

Caro amigo Anônimo....

Ao abrir uma agência de viagens de porte pequeno, você poderá optar pela tributação do SIMPLES.

Quanto as demais dúvidas, você encontrará as respostas nos comentários anteriores já respondidos por mim aos outros visitantes que como vc fizeram perguntas similares.

luana disse...

olá, gostaria de saber porque é preciso ter uma pessoa com experiencia de 3 anos, pois somente quero emitir passagens.

DOUGLAS WIRES disse...

Essa exigência é somente para quem deseja obter número IATA.

Anônimo disse...

estou em uma cidade que ja pssui 5 cinco agencias de viagens, valido seria abrir outra, já que temos mais de 250 mil habitntes

luana disse...

OLÁ BOA NOITE, OBRIGADA POR ME RESPONDER, GOSTARIA DE SABER SE ENTÃO POSSO ABRIR UMA AGENCIA SOMENTE PARA EMITIR PASSAGENS E VENDER PACOTES, SEM TER NECESSIDADES DE UM PROFISSIONAL DA AREA E TBEM O NUMERO DE IATA.
OBRIGADA

philippe disse...

QUERO ABRIR UMA AGENCIA DE VIAGENS ,E GOSTARIA DE COMO PROCEDER PARA REVENDER PASSAGENS DA TAM E DA GOL EM FORTALEZA.AGRADECERIA MUITO SE VOCE CONSEGUISSE E POSTASSE QUEM DEVO PROCURAR PARA DAR INICIO NO MESMO.OBG!!!

Marcos disse...

Douglas, meu none é Marcos e gostaria de uma ajuda sua, na minha cidade de mais de 500 mil habitantes com cerca de mais de 100 agências, tem uma agência de viagens e turismo para venda sua pedida é de r$55.000,00, faturamento bruto en torno de r$9.000,00, liquido r$4.000,00. Não tenho experiencia nenhuma no ramo, o que vc me aconselharia. Obrigado

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Luana!

Vc pode abrir a agencia sim, sendo que nesse caso, vc estaria comprando os serviços de viagens com uma operadora de viagem que é quem irá emitir as passagens para vc.

DOUGLAS WIRES disse...

oi, Phillipe!

Essa dica é para qualquer empresa no ramo: ENTRE NO SITE DA CIA AÉREA ou da REDE HOTELEIRA ou da LOCADORA DE CARRO e procure o CONTATO DO DEPARTAMENTO COMERCIAL. São eles que agendarão uma visita à sua empresa para formalizar a assinatura do contrato!

DOUGLAS WIRES disse...

Marcos...

Com R$ 55.000 eu compro um imóvel para alugar. Falo isso porque sou do ramo e só arriscaria meu dinheiro no turismo se eu tiver um outro negócio para me apoiar. TURISMO é um mercado de risco devido as baixas comissoes que se ganha. tem que vender muito, tem que trabalhar muito e frequentemente no vermelho. Abra um restaurante self-service ou compre um taxi ou vompre imoveis para alugar, para depois sim, pensar em abrir uma agencia de viagens.

Isso é o que eu faria no seu lugar. :)

philippe disse...

olá Douglas obg pela resposta,mas ainda estou com o pé atrás.gostaria de saber se no caso a cidade em que moro tem 8mil habitantes mas estar tendo um fluxo enorme de gente todas vindas de avioes devido a muita obra na regiao(em sao gonçalo do amarante-ce).para emitir bilhetes apenas em cartoes de creditos seria necessario algum dinheiro em conta?sei tmb que para fornecer passagens para essas firmas teria que ter dinheiro em conta pq a maioria delas trabalham com cheque.quanto eu teria que ter em conta para começar?

DOUGLAS WIRES disse...

Philippie....

Cuidado com essas empresas que compram serviços de viagens com cheque ou faturado. Aqui na agência onde trabalho, tem um empresa que está nos devendo R$ 116.000. Para vc que está começando, é melhor vc trabalhar com dinheiro em caixa.

Pagamento com cartão de crédito é bom porque é do cliente e ele tem que ter dinheiro para a passagem ser emitida.

Agencia não é banco, mas eles preferem comprar com as agencias com cheque para não pagarem os juros pelo atraso do pagamento da fatura do cartão.

Quanto ao capital para iniciar a emitir, até com R$ 5000 já pode. A medida que seu volume de venda for aumentando com a cia aérea e se vc não atrasar o pagamento das faturas dos seus fornecedores aéreos, esse seu crédito de R$ 5000 irá aumentando gradativamente.

Espero que vc não precise recorrer a bancos para pagar aos seus fornecedores as passagens que seus clientes não te pagaram ou que estão atrasadas.

Boas sorte!

Anônimo disse...

Olá Douglas!
Assim como você já trabalho no mercado de Turismo emissivo e quero abrir uma agência de Receptivo. Como devo proceder para essa abertura?
Abs,

virgínia

Joice Ferreira disse...

Olá Douglas ! Parabéns pelo blog, está fantástico e com dicas maravilhosas. Estou começando agora, com uma amiga, trabalhando como Free Lancer em casa e vamos começar oferecendo a nossa rede de amigos e familiares. Já fiz este tipo de trabalho há 13 anos atrás e deu muito certo então quero tentar de novo. Me filiei a uma agencia que só atende Free Lancers, chamada CASA DO AGENTE, vc já ouviu falar ? O que acha ? Uma outra dúvida, o que significa GDS que vocês comentam nos posts ?? Ah, e pra finalizar, quais são as feiras interessantes de turismo que você indica para mim ? Muito obrigada pela ajuda !!!

LEIGA disse...

Boa tarde Douglas

Eu e meu marido estamos planejando algum negócio na área de Turismo. Queríamos apenas trabalhar com a divulgação de nossos pacotes de viagens em cidades de do máximo 300 km de distância do Rio e contratar transportes, hotéis e dependendo do lugar guias turísticos. Não queremos trabalhar com transporte aéreo. Este tipo de negócio seria uma Agência de viagens somente ou Agência de viagens e Turismo? Por exemplo, queremos trabalhar com grupos de estrangeiros que queiram conhecer o Rio e redondezas. Precisaríamos de que tipo de associações neste negócio? Ou esta descrição faz de nosso negócio uma prestadora de serviços? Mt obrigada...aguardo. Parabéns pelo Blog!!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá JOICE!
GDS (GLOBAL DISTRIBUTION SYSTEM) SÃO essas ferramentas de reserva como SABRE, AMADEUS, etc.
Nunca ouvi falar dessa tal CASA DO AGENTE porque não é da minha área de contato. Sinceramente, recomendo vc negociar com OPERADORAS DE VIAGENS do que outros intermediários duvidosos.
Quanto as feiras, para participar delas, vc precisa está filiada a ABAV do seu estado. É através dela que vc saberá quando as feiras serão realizadas.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, LEIGA!
O tipo de operação que vc deseja fazer refere-se a uma agencia com perfil RECEPTIVO, ou seja, sua empresa será uma OPERADORA RECEPTIVA, que é a agencia que recebe os turistas e encaminha-os para os passeios.
Hoje em dia até mesmo OPERADORAS RECEPTIVAS acabam atuando como emissoras de passagens aéreas, porém em pequena escala devido as situações que aparecem.
O que vc deve fazer é abrir sua empresa normalmente como uma agencia de viagens.

Boa sorte no seu empreendimento!

Gustavo Araújo disse...

Bom dia, meu nome é Gustavo e estou abrindo uma agecia de viagem e turismo. Gostaria de saber se posso ter uma frota terceirizada, com contratos de arrendamento/fretamento e quais os orgãos eu devo fazer meu cadastro para minha empresa funcionar dentro da legalidade? e quais os documentos necessários para um onibus poder viajar.

DOUGLAS WIRES disse...

Gustavo...

Me desculpe mas meu conhecimento limita-se apenas a questões operacionais numa agência de viagens. Quanto a essa questão que vc deseja saber, um contador é a pessoa mais indicada para lhe assessorar.

philippe disse...

olá Douglas,gostaria de saber se no município em que moro tem 8000 habitantes,se eu abrindo uma agencia de viagens e vender passagens aereas de uma cia,outra pessoa poderia tmb vender passagens para a mesma cia no mesmo município que o meu?
obg!!!

DOUGLAS WIRES disse...

Claro que sim, Philippe!

O mercado é livre para qualquer negócio.

shirley-tec disse...

Olá Douglas, parabéns!! vc é fera! quero saber a respeito de franquias, estou estuando uma possibilidade de ser franqueada da clube turismo, mas pq vc diz que é "roubada" eu não tenho como fazer investimentos mais altos entao seria uma home office, e sendo uma franquia escapa de todas essas burocracias? Obrigada.

shirley-tec disse...

Olá Douglas! tenho mais algumas duvidas, estou lendo as perguntas e respostas anteriores p/ me informar melhor, mas é o seguinte: como te perguntei anteriormente pretendo abrir um home office da clube turismo, mas ainda tô muito em duvida e pesquisando bastante sobre turismo que amo demais, inclusive quero voltar p/ faculdade p/ concluir meu bacharelado em turismo, mas vc acha melhor começar como free lancer de operadoras, como conseguir contato á esse respeito por ex com a CVC? vc me indica algumas operadoras na qual eu poderia entrar em contato p/ ser free lancer?

KARINA disse...

OLÁ DOUGLAS ESTE FORUM É MUITO BOM PARA PODERMOS TIRAR DÚVIDAS E A MINHA DÚVIDA SERIA AO CRIAR UMA PARCERIA COM UMA CONSOLIDADORA EU TERIA UM SISTEMA PARA FAZER RESERVAS ON LINE OU TERIA SEMPRE QUE ENTRAR EM CONTATO COM A CONSOLIDADORA?EU TERIA QUE TER GDS?

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Karina!
Visite o sie WWW.GAPONE.COM.BR

Essa operadora disponibiliza um portal que vc poderá consultar os voos de todas as cias aéreas para fazer reservas nele, sem precisar ligar para a operadora.

O unico contato com eles, será o envio da OP (ORDEM DE PASSAGEM), documento cia email ou fax que autoriza o débito no cartão de crédito do PAX.

a GAPONE disponibiliza inclusive ferramentas de busca de hotel, carro e aéreo para vc inserir no seu site. Vc só precisará contratar um bom web designer para fazer a integraçao dessas ferramentas de vendas no site da sua agência.

Boas vendas!

KARINA disse...

VOÇÊ ACHA QUE DEVO TER CONTRATO COM CIAS AEREAS PARA EMISSÃO DE VOOS DOMÉSTICOS E ACORDO COM AS CONSOLIDADORAS PARA EMISSÃO DE VOOS INTERNACIONAIS OU TER APENAS ACORDO COM AS OPERADORAS E EMITIR TUDO COM A OPERADORA ?

KARINA disse...

SOBRE A RESPOSTA ANTERIOR,VOCÊ FALOU QUE O UNICO CONTATO COM A GAP NET SERIA PARA O ENVIO DA OP PARA AUTORIÇãO DO CARTÃO DE CREDITO,EU NÃO ENTENDI EU TENHO QUE MANDAR O EMAIL E ELES VÃO DEBITAR DO CARTÃO OU EU VOU DEBITAR DO CARTÃO ? SERÁ QUE TODA A VEZ QUE TIVER CLIENTE EU TENHO QUE MANDAR EMAIL E ESPERAR A RESPOSTA DO EMAIL PARA SABER SE O CARTÃO DE CREDITO AUTORIZOU?

DOUGLAS WIRES disse...

KARINA....
RESPOSTA 1 - antes de emitir uma passagem, vc deve analizar o que é mais vantajoso: a sua agencia emitir a passagem utilizando o contrato da cia aérea ou solicitar a emissão com a Operadora de viagens. Aqui na agência onde trabalho, nós fazemos isso. Mesmo tendo IATA, se a comissão da Operadora for maior, é com ela que fazemos a emissão.

RESPOSTA 2 - A OP enviada para a operadora é a sua autorização de débito no cartão do cliente. Se sua agência tiver aquelas maquinetas de passar o cartão, vc pode até passar o cartão do cliente nela, mas terá que enviar a OP para a operadora, SOLICITANDO A EMISSÃO DA PASSAGEM FATURADA, ou seja, no fim do mês sua agencia receberá uma fatura da Operadora referenmte a essa passagem para ser paga em dinheiro no banco.

marcelo disse...

boa tarde !!
Tenho trabalhado atualmente como promnmotor de uma grande empresa rodoviarea,e a mesma vai passar um ponto pra eu montar minha agencia,na qual poderei faser embarques e desembarques de passageiros,e pretendo vender aéreo também,como voçê tem muita experiencia meu amigo nesta área;o que devo faser,tenho medo de dar errado;pode me dar uma dica ??
atec;marcelo r.

DOUGLAS WIRES disse...

MARCELO...

Não se preoculpe. Como a empresa tem CNPJ, vc já tem meio caminho andado. a maioria das vendas que vc irá fazer serão todas nacionais e essas emissões serão todas feitas através da internet nos sites das cias aéreas.

O seu receio de dar alguma coisa errada, vai se restringir apenas a emissao de uma passagem com data, nome ou itinerário errado, além do risco de levar um calote na venda caso não siga os procedimentos de segurança de qualquer loja quando vende no cartão: cópia frente e verso do cartão, cópia da identidade e formulário do portador do cartão autorizando o débito da passagem.

Como vc já trabalha com vendas e já conhece a mecânica de pagamento, então não há com o que se preoculpar. Será uma venda normal como qualquer uma outra.

DOUGLAS WIRES disse...

MARCELO...

Não se preoculpe. Como a empresa tem CNPJ, vc já tem meio caminho andado. a maioria das vendas que vc irá fazer serão todas nacionais e essas emissões serão todas feitas através da internet nos sites das cias aéreas.

O seu receio de dar alguma coisa errada, vai se restringir apenas a emissao de uma passagem com data, nome ou itinerário errado, além do risco de levar um calote na venda caso não siga os procedimentos de segurança de qualquer loja quando vende no cartão: cópia frente e verso do cartão, cópia da identidade e formulário do portador do cartão autorizando o débito da passagem.

Como vc já trabalha com vendas e já conhece a mecânica de pagamento, então não há com o que se preoculpar. Será uma venda normal como qualquer uma outra.

philippe disse...

olá Douglas gostaria de saber em quais órgaos realmente preciso cadastrar minha agencia,ja que vou trabalhar apenas com emissao de passagens aereas e rodoviarias?
e gostaria tmb que vc me irformasse como em=trar em contato com a GAPONE.
obg,abraço!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Philipe!

Para entrar em contato com a operadora GAPONE, visite o site https://www.gapnet.com.br/index.asp?Unid_OP=RIO

Com relação a documentação, é só seguir os passos do post acima.

patricia disse...

Ola, boa noite!! eu estou a tirar o curso de turismo, e no final vou ter que apresentar um projecto final, ou seja, criar uma agencia de viagens , ou um hotel, ou falar sobre algo relaciondo com o turismo. Visto que o senhor ja tem uma grande experiencia nesta área, poderia-me dar alguma ideia de projecto para eu fazer no final?

Obrigado, patricia

Anônimo disse...

Olá Douglas, parabéns pelo blog, sou funcionário da cwt sp por isso escrevo como anônimo, vi diversas perguntas e respostas e achei um caso interessante: Se eu abrir um home office, tenho a obrigação de ter um nome? abrir firma? pq em uma resposta anterior vc disse para começar e fazer a documentação aos poucos, mas tem alguma que preciso fazer de imediato? se não como consigo cadastro na Gol por exemplo para emitir no cartão? teria que ser no meu cartão e receber direto do pax, é isso? Obrigado, anônimo da cwt.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Anônimo da WAGONLIT!
O primeiro passo é sempre obter o CNPJ. Ao abrir sua empresa, vc pode registrá-la com um nome fantasia. o nome do dono (você) dessa empresa só entraria no contrato social da empresa e só tem acesso a ele as pessoas cujas quais vc entrega o contrato social para fechar os negócios.
Com relação a compra com cartão, funciona assim:
a) SE O PAX PAGAR COM CARTÃO, VC USA O CARTÃO DELE PARA NÃO ESTOURAR O LIMITE DO SEU.
B) SE O PAX PAGAR EM DINHEIRO, E VC AINDA NÃO TIVER LIMITE DE CRÉDITO COM A GOL (ou qualquer outra cia aérea)PARA EMITIR FATURADO, ENTÃO VC USA O SEU CARTÃO DE CRÉDITO. Logo em seguida vc deposita o dinheiro na sua conta bancária ou na conta do cartão para liberar o limite do seu capital de giro no cartão.

É assim que funciona o movimento de caixa numa agencia pequena, que não tem um cartão corporativo com limite de mais de r$ 100.00 nem crédito para emissao faturada com as cias aéreas acima de R$ 30.000.

Anônimo disse...

Douglas, entendi oq vc quis dizer, porém se eu passo o cartão do pax, como vou receber a comissão? devo emitir nota fiscal para a cia para poder receber? ou eu tenho que ter uma maquininha de cartão para passar o cartão do pax e depois eu fazer o pgto pra cia? Mais uma vez, obrigado.
Anônimo da cwt.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, anônimo da WAGONLIT!

A maquininha de cartão só será necessária para aqueles serviços que não estão disponiveis na internet. Exemplo: venda de bilhete de carnaval, city tours.
quanto aos hotéis, se vc vender pela TREND, vc pode informar no site da TREND o numero do cartão que o débito será feito online, via internet! A mesma coisa acontece com com o aéreo.

Seja qual for o serviço, o valor que será debitado será o valor total da compra, que já inclui a sua comissão.

A comissão da agência é repassada depois pelo fornecedor, conforme a modalidade de pagamento.

A emissão de nota fiscal só é necessaria quando o pagamento é feito em dinheiro (deposito em conta do fornecedor do serviço) ou via faturado. Alguns fornecedores permitem que vc faça o depósito na conta deles já debitando a sua comissão.

Roger disse...

Caro Douglas.

Parabéns pelo blog e pela iniciativa. Encontrei muito do que eu precisava nos teus artigos.

Ha uma coisa que eu nao encontrei, gostaria de tirar essa dúvida com vc.

Pretendo abrir uma agencia virtual de turismo profissional, no qual pretendo focar os pacotes oferecidos para atender jogadores de poquer, surfistas, bailarinos, etc.
Eu e meus futuros sócios mapeamos os destinos de interesse do nosso publico alvo e decidimos por visitar esses lugares, filmar e fotografar o q nos for interessante, além de conhecer a fundo o produto que estamos oferecendo. Só que em função do custo das viagens, tivemos que tirar certos trechos do nosso itinerário. foi quando um amigo me disse que o agente de turismo paga uma tarifa especial para viajar. ou seja: as passagens sai mais em conta. procurei na internet sobre a tal "tarifa agente" e me surpreendi com os valores.
entao vem a pergunta:
qual é a eligibilidade para se comprar passagens com essa tarifa?
o que a empresa precisa ter? é preciso um histórico ou um longo volume de vendas pra conseguir tal beneficio? uma empresa NOVA pode ter esses beneficios? preciso do IATA? gostaria de detalhes sobre os passos para se adquirir o beneficio da tarifa de agente.

Desde já agradeço.
parabéns novamente, teu site tem sido de grande ajuda.

Atenciosamente,

Roger.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Roger!

SEGUE 3 RESPOSTAS PARA SUA DÚVIDA:

RESPOSTA 1
Essa tarifa agente que vc se refere é aplicada apenas para as agências com numero IATA, e mesmo assim, para destinos especificos, na maior parte das vezes, trechos internacionais.

Essa tarifa agente, para vc ter uma idéia, custa USD 330 RIO/MIA/RIO. O número de assentos são super-limitados e dificil de se conseguir vaga nas datas que vc quer. Qualquer agência com número IATA tem direito a essa tarifa a partir do momento que as cias aéreas informem quais os trechos e datas do ano que ela é válida para uso.

RESPOSTA 2
Outra forma de conseguir tarifa com desconto, é usando a cortesia AD75 ou AD90 ou AD100. Isso significa, que a agencia tem da cia aérea um bilhete gratuito de 25%, 10% ou 100% de desconto, pagando apenas as taxas de embarque. Porém, para conseguir essa cortesia, é necessário que a agência de viagens tenha com a cia aérea, cuja qual ele deseja utilizar essa cortesia, um volume de vendas de mais de R$ 100 mil reaias.

RESPOSTA 3
Se vc não se encaixa em nenhum dos perfis acima, a melhor alternativa, e a que indico a vc, é trabalhar com TARIFA DE GRUPO. Conforme a politica da cia aérea, se o grupo que vc estiver organizando com a GOL ou TAM for superior a 22pessoas, o 23o. bilhete é gratuito. Esse bilhete gratuito seria o do líder do grupo. Com a OCEANAIR, 16o. bilhete seria gratuito.

Atualmente estou fechando um grupo de 60 pessoas para florianopolis com a TAM, e dois bilhetes serão gratuitos. Esse é o caminho que vc deverá seguir: trabalhar com tarifa de GRUPO.

Anônimo disse...

Olá Douglas , gostaria de lhe perguntar o seguinte: se tenho uma parceria com a consolidadora ( ex: gapnet) , mas nao tenho o IATA, poderia me usufruir da tal tarifa agente para voos particulares internacionais??
E por ex: a klm e air france nao estao repassando comissao mais, como as consolidadoras continuam vendendo para essas cia aereas sendo que elas nao estao recebendo comissao das mesmas?? estariam as consolidadoras calculando um valor % a mais e cobrando essa comissao direto das agencias de viagens?? Mais uma vez parabéns pelo ótimo blog.
Aguardo

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, anônimo!
A tarifa agente é dada apenas para agencias de viagens com CNPJ e que tenham contrato com a TAM. Mesmo que vc compre passagem com a GAPONE ou outra operadora, vc terá direito a TARIFA AGENTE porque possui cadastro com no departamento comercial da TAM. Mesmo vendendo pouco. O que é levado em conta aí, é o CNPJ de agencia de viagens.

Quanto as tarifas comissionadas da AF e KLM, pelo que eu saiba, a comissao paga é somente para voos do BRASIL para o EXTERIOR. E a mesma está pagando normalmente.

Nina Hannibal Rodrigues disse...

Parabéns Douglas pelos excelente serviço informativo. Reúne a um só tempo, u, volume de informações difícil de encontrar nas "zilhões de paginas" que muitas vezes não levam ao que se quer. Grande abraço e sucesso! Antônio Carlos Futuro empreendedor

Renata Mantovani disse...

Parabéns pelo blog e riqueza das informações. Muito úteis!!! abraço.

Anônimo disse...

Olá Dougla !!!! Parabéns pelo blog , simplesmente maravilhoso , informacoes valiosas que nao se encontram em nunhum outro lugar. Eu gostaria de pedir uma orientacao sua : Eu sou brasileira e atualmente moro na Hungria, surgiu um oportunidade de montar grupos de kitesurfistas para irem praticar nas praias do Nordeste, o grupo é de mais ou menos 20 pessoas. Com essa oportunidade vi uma chance de comecar a trabalhar como agenciadora , pois nao tem nenhuma agencia turistica aqui da hungria que trabalha com este trecho,nem com ecoturismo e nem com turismo de aventura pro Brasil. Acontece que eu nao sou profissional do turismo , estou muito confusa no que fazer e como fazer. Uma ideia que eu tenho é abrir uma agencia virtual para revender pacotes turistico de agencias brasileiras no meu site para estes destinos, porem o site teria que ser todo em hungaro, porem integrado a agencias Brasileira, sera que é possivel isso? Outra ideia , é criar pacotes personalizados para os meus grupos e tentar vender para agencias de viagens daqui. Mas como disse anteriormente nao sou do ramo e estou totalmente perdida , apesar disso estou estudando bastante sobre o assunto e ja me matriculei em curso on line sobre turismo. Gostaria muito de uma orientacao e tambem se possivel uma parceria pois tenho vontade de montar um grupo diferenciado para o carnaval , e para isso preciso de uma pessoa experiente para me ajudar.
DEsde ja sou grata pela ajuda .
Atenciosamente.
Natália Campelo

DOUGLAS WIRES disse...

NATALIA...

Eu tenho como te ajudar utilizando os serviços da agência onde trabalho, mas preciso que vc me adcione no SKYPE. Através dele poderemos conversar em particuar.

MEU SKYPE: DOUGLAS WIRES

Ou se preferir, utilize o formulário a esquerda para conversarmos.

Márcia disse...

Olá Douglas,
Inicialmente gostaria de parabenizar você pelo minucioso material. Demonstra muito de sua experiência e profissionalismo. Justamente por esse motivo, senti-me influenciada a escrever para, se possível, solicitar um “aconselhamento”.
Há sete anos trabalho como “promoter” de viagens personalizadas, ou seja, pessoas me procuram e eu monto roteiros para elas de acordo com o perfil dos viajantes. Até então vinha fazendo isso em parceria com algumas agências, no entanto, percebo que se eu pudesse realizar o mesmo tipo de serviço, porém diretamente com operadoras, o custo final do cliente seria bem mais interessante, pois não haveria os custos de repasse da agência.
Nesse sentido, gostaria de questionar você sobre dois pontos:
1- Operadoras trabalham nesse formato¿
2- Se sim, você indicaria alguns nomes¿
3- Nesse caso, quais ferramentas posso utilizar para garantir que receberei pelos meus serviços, uma vez que ele girava em torno de uma “comissão” repassada pelas agências¿ (continuarei sendo uma interlocutora entre cliente e operadora – temo que a venda se concretize e os valores a mim devidos não sejam repassados)
De antemão agradeço sua atenção.
Até breve.
Márcia.

Mauricio disse...

Olá amigo sua iniciativa é fantática, parabens.
Gostaria de saber se é possviel começar um agencia sem caixa. Eu não tenho dinheiro.

Consigo o necessario para parte burocrática.
Tenho 8 anos no turismo, entre cia aereas, operadoras, agencias, promocão e representação.

Tenho contatos e clientes em potencial.
Quero e preciso começar, só me falta caixa.

DOUGLAS WIRES disse...

oi, Mauricio!
Com pelo menos R$ 3000 vc consegue abrir uma agencia HOME OFFICE. Isto é, uma agencia que só existe no CNPJ. Isso é o mais importante. A partir do momento que vc registrar sua agencia vc conseguira um relacionamneton mais aberto com os seus fornecedores. E entao quando o negocio deslanchar de vez, vc poderá abrir uma loja definitivamente.

DOUGLAS WIRES disse...

oi, Marcia!
As operadoras trabalham com grupo. Para cada 21 bilhetes emitidos com a TAM o 22o. bilhete é gratuiro caso vc tiver um grupo de 25 ou mais pessoas.
Eu atendo um guia de turismo que realiza viagem de grupo a cada 6meses e o remunero com comissao.
Se vc entrar em contato com uma operadora ou com uma agencia de viagens (no caso comigo), o caminho a ser seguido é o mesmo: o bloqueio dos assentos são feitos diretamente com a cia aérea. Vc não conseguirá fazer esse bloqueio porque vc não tem um CNPJ de agencia de viagens, por isso a necessidade de ter que entrar em contato com uma agencia ou operadora.

Caso queira utilizar meus serviços, ligue para a agencia onde trabalho: 21 3554 5005.

philippe disse...

olá Douglas,gostaria se possivel que vc me explicasse como funciona o sistema de milhagem como comprar e como vender.se esse programa de milhagem ja é a propia cia aerea de me passa?se possivel tmb gostaria que vc me add no msn philipe_cavalcante@hotmail.com para obter informaçoes mais complexas.
obg.

Anônimo disse...

oi boa tarde, eu tenho uma empresa prestadora de serviços tercerizados, eu poderei abrir uma agencia de viagens com a mesma empresa?
so viagens no brasil.

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, ANONIMO!
Recomendo entrar em contato com um contador que está acostumado a registrar empresas.

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Phillipe!

Se vc pretende fazer negocios comprando e vendendo milhas, te adianto que o esforço não compensa os aborrecimentos. Em muitos casos vc perderá tempo e dinheiro pendurado no call center das cias aereas para saber se tem vaga para as datas solicitadas.

A maior falha desse tipo de negocio é que para fazer essa transação, o portador do cartão de milhagem precisa informar o numero do seu cartão e a senha, e isso dificilmente será lhe dado.

nascimento disse...

Caro Douglas,
Existe a figura do Micro- Empresário Individual ao custo de R$ 56,25 por mês, que contempla a atividade de agente de viagens.O link é www.portaldoempreendedor.gov.br.
Espero ter contribuído, parabens pelo Blogg.
Um grande abraço,
Luiz Carlos Nascimento

Rogerio disse...

ola,Douglas
Nao tenho experiencia em turimos,
mas eu estou pro para abrir minha agencia,sem experiencia pode me trazer ,algum poblema

DOUGLAS WIRES disse...

ROGERIO...

Mesmo sem experiência isso não lhe impedirá de abrir sua agência desde que vc esteja em dia com a documentação exigida e cercado de profissionais que já atuam no mercado há mais de 5 anos.

FABIANO disse...

DOUGLAS

PARA QUEM TENHO QUE PROVAR O CONHECIMENTO TÉCNICO?

DOUGLAS WIRES disse...

ROGERIO...

Esse conhecimento técnico é provado através da carteira de trabalho dos seus funcionários no caso de vc desejar obter o certificado IATA. Fora isso, seja EMBRATUR ou obtenção do CNPJ, esse conhecimento não é exigido.

Anônimo disse...

Qual a melhor vantagem, ser free lancer ou trabalhar com CNPJ? Para me cadastrar na rede hoteleira segundo sua opinião, minha comissão seria maior. Como se daria este cadastro nos hoteis sendo que a operadora já me fornece este serviço.Eu teria que trabalhar sem a operadora, não complicaria muito?
Como que a operadora faz o cadastro de quem é free lancer?

Me ajude por favor,

DOUGLAS WIRES disse...

Caro amigo anônimo...

Leia esse outro blog meu que fala sobre as modalidades de pagamento:

http://douglaswires.wordpress.com/politica-2/forma-de-pagamento/

A forma de pagamento FATURADO só será permitida se vc tiver CNPJ e se o hotel aprovar o seu cadastro após vc enviar para eles a cópia do contrato social da empresa e as referências comerciais para que vc consiga fazer a venda.

Rede hoteleira alguma não paga comissão a Free lancer. Somente em rarissimos casos quando se trata de grupo. Por isso que vc acaba sendo obrigado a recorrer aos serviços de uma operadora para receber sua comissão.

Anônimo disse...

Amei seu blog, Parabéns!!!
Gostaria que vc me tirasse uma duvida. Para ser uma operadora eu necessáriamente preciso do IATA?
Abraços

Blog do Douglas disse...

Douglas boa tarde tenho uma agencia de turismo e agora para se cadastrar no cadastur e exigido o alvara, voce saberia me dizer se isso 'e obrigatorio e como faz para tirar e qual o custo

abs
Douglas
SP

Sabrina Gueds disse...

Muito bom mesmo esse blog! Parabens! Gostaria de poder contar com a sua orientacao com relacao a algo que eu gostaria muito de fazer, mas nem imagino por onde comecar. Eu moro nos EUA com minha mae, meu padrato e minha filha pequena. Essa foi a oportunidade que Deus me deu de estudar e ter um diploma, mas ainda faltam mais de seis meses para eu ter direito de trabalhar somente 20 horas por semana, e minha faculdade e cara. O reitor do Centro de Linguas da faculdade me ofereceu uma boa comissao por cada aluno que eu conseguir trazer para estudar ingles aki, mas eu nem sei por onde comecar. Nao tenho amigos no Brasil que teriam dinheiro para isso, mesmo que o valor dos cursos que eles oferecem aki estejam bem razoaveis com relacao a concorrencia. Gostaria de encontrar alguem para trabalhar em parceria comigo, mas nem imagino por onde comecar. Voce poderia me dar uma orientacao? Muito obrigada, Sabrina Gueds

alan disse...

boa noite Douglas

ha algum tempo formo grupo para escursoes , entao resolvi me informa junto ao sebrae para abrir umaa genciad e viagens.
só que la me esclareceram as leis mas nao conseguiram esclarecer todas minhas duvidas e na verdade acabei desanimando com os valores das taxas , entao me disseram pra começar como agente de viagem.
gostaria de saber se como agente com um cnpj vou coseguir travalhar diretamente com as operadoras sem precisar de uma agencia para ta fazendo isso.
desde jaa gradeço
abraços

Vinicio disse...

Parabéns pelo Blog! Tem tudo!
Só restou-me uma dúvida. Estou abrindo uma emrpesa de eventos (empresariais, formaturas, casamentos e 15 anos) e dentro dos meus serviços pretendo oferecer pacotes de viagens. Andei entrando em contato com a CVC, mas não me deram muito suporte sobre isso, apesar de toda a atenção. O que preciso fazer para incluir estes pacotes e poder comercializá-los? Entraria, obrigatoriamente, no ICMS? Precisarei de alguém com experiência de 03 anos no ramo? Preciso me preocupar com o capital social apenas para oferecer tais pacotes? Não sei se é o seu ramo, mas, como trabalharei diretamente com universidades, pretendo, também, oferecer serviços de intercâmbio para os estdantes, ou melhor dizendo, vender pacotes de intercâmbio prontos. O que isso muda nessa história toda?

Desde já, muito obrigado pela atenção!

E, para finalizar, tem alguma outra agência que você me indicaria? E posso trabalhar com pacotes de mais de uma agência?

Obrigado!

DOUGLAS WIRES disse...

RESPOSTA DO POST DO DIA 4MAR/2011

CARO AMIGO ANONIMO...

Para abrir uma operadora e obrigatorio registro IATA e um capital de no minimo R$ 100.000

DOUGLAS WIRES disse...

RESPOSTA DO POST DO DIA 7MAR2011

OLA, BLOG DO DOUGLAS

ALVARA e uma documentacao obrigatoria para qualquer empresa, a nao ser que vc resolva trabalhar como HOME OFFICE.

DOUGLAS WIRES disse...

OI, ALAN!

Tendo um CNPJ vc consegue negociar com OPERADORAS, inclusive comigo se desejar solicitar meus servicos de emissao de passagens, com direito a receber comissao pela venda!

Em todo caso, entre em contato com a TRENDOPERADORA.COM.BR, ELES PODEM TE auxiliar quanto a customisacao de pacotes turisticos e de hospedagens e afins

DOUGLAS WIRES disse...

OI, VINICIOS

Fale de novo com a CVC, mas dessa vez com o departamento comercial, eles e que sao os interessados em te ajudar.

O que preciso fazer para incluir estes pacotes e poder comercializá-los?
DOUGLAS DIZ: Faca panfletos para entregar juntos com os folders dos servicos de formatura que vc realizar. Ponha banners dos seus pacotes no site da sua empresa, numa area especifica e destacada do principal servico oferecido por voce.

Entraria, obrigatoriamente, no ICMS?
DOUGLAS DIZ: Isso fica a seu criterio, o turismo e uma area que propicia uma grande sonegacao de impostos. Alem do mais, quando vc compra um pacote de uma operadora, e ela quem deve pagar o ICMS, e nao vc. O que vc repassa para o cliente e o ISS, isso se desejar emitir nota fiscal.

Precisarei de alguém com experiência de 03 anos no ramo?
DOUGLAS DIZ: Nao, se a razao social da sua empresa nao for AGENCIA DE VIAGENS. O que vc precisa e de pessoas desinibidas e que saibam vender pois nesse ramo que vc quer atuar, isso e fundamental.

Preciso me preocupar com o capital social apenas para oferecer tais pacotes?
DOUGLAS DIZ: Nao. Nesse caso, sua preocupacao deve focar se o seu cliente tem dinheiro para pagar o que esta comprando. Em alguns casos, vc fara compras de pacotes com cheque e cartao, e se a operadora nao receber o pagamento porque o cheque voltou, quem paga e vc. Por isso que elas pedem o CNPJ da pessoa que esta comprando o servico com eles. Se nao quiser ter esse prejuizo, vc tera que achar clientes que paguem a vista ou em dinheiro.

Não sei se é o seu ramo, mas, como trabalharei diretamente com universidades, pretendo, também, oferecer serviços de intercâmbio para os estudantes, ou melhor dizendo, vender pacotes de intercâmbio prontos. O que isso muda nessa história toda?
DOUGLAS DIZ: Isso muda o seu RUMO para lugar nenhum. Vc vai se perder no foco da venda por esta atirando por todos os lados. Aconselho a comecar focando eventos. Numa agencia de viagens, e o setor de eventos o file da empresa. A partir dai, conforme as coisas forem progredindo, vc vai adicionando novos servicos.

DOUGLAS WIRES disse...

ola, SABRINA!

Da forma que vc expoe sua situacao, percebo que o seu perfil esta mais para GUIA DE TURISMO.

A cidade onde vc mora esta na rota do petroleo. Frequentemente eu emito passagens para brasileiros de empresas de OFFSHORE que vao a HOUSTON para fazer curso de aperfeicoamento nessa area.

O caminho que vc deve seguir e entrar em contato com as agencias de viagens locais em houston e oferecer os seus servicos de guia de viagem para brasileiros.

O servico funciona da seguinte forma: receber o passageiro no aeroporto, acompanha-lo ate o hotel, do hotel a empresa onde fara o curso, de vez em quando, um mini tour na cidade para fazer compras e conhecer os pontos turisticos e por fim acompanha-lo ao aeroporto.

Vc precisa entrar em contato com as agencias locais porque elas atendem as empresas de offshore ai em houston. Depois de fazer isso, entre em contato com os hoteis, procure o departamento comercial e de eventos pois eles sao responsaveis em sediar esses cursos nas suas intalacoes tambem.

Entretanto, para trabalhar como guia, acredito que vc precisara de uma credencial, pois aqui no Brasil, para obter uma carteira de guia de turismo, e necessario fazer um curso e pagar por essa credencial. Acredito que por ai, as coisas sejam as mesmas. Mas talvez vc ache uma brecha nisso, oferecendo-se com interprete.

Quanto a parte de intercambio vai ser dificil. Vc precisara entrar em contato com as agencias no Brasil para elas obterem seu contato. Entre no site da ABAV.COM.BR que disponibiliza uma relacao de agencias de viagens com as quais vc podera fazer contato para iniciar esse servico de guia de turismo ou de atendimento receptivo.

Seja qual desses caminhos ou se escolher ambos, nunca finalize seus servicos se nao receber adiantado ou ter um cheque pre datado em maos. AGENCIA DE VIAGENS demora muito para pagar!

Anônimo disse...

Ola!! Douglas!!!

Que tipo de sistema para controle finaceiro de uma agencia vc recomenda? Eu ja trabalho com o Stur, mas queria algo mais rapido, vc sabe de algum outro, ou o Stur seria a melhor opção mesmo?

Abs!!

DOUGLAS WIRES disse...

Caro amigo, ANONIMO...

Com relação ao sistema de back office, o que eu uso na agencia é o REGENTE. Voce pode ver varias VIDEO-AULAS minhas sobre esse sistema no meu canal no YOU TUBE. Basta acessar: MrDOUGLASWIRES.

Neste blog, existe um video sobre o REGENTE, É OPRIMEIRO DA COLUNA A ESQUERDA.

Karininha disse...

Prezado Douglas,

Andei pesquisando na net para saber sobre comissionamento e acabei me deparando com seu blog que por sinal é excelente e traz muitas informações interessantes. PARABÉNS!

Bom... é o seguinte: tenho um escritório montado de outro seguimento (nada relacionado a turismo) e em pesquisa de mercado percebi que a cidade em questão (cerca de 50 mil habitantes e outras cidades vizinhas de mesmo porte) não tem nenhuma agencia de turismo, viagens nem nada do gênero e a pouco mais de 1 mes minha prima começou a trabalhar em uma agencia de turismo que atua a mais de 20 anos no mercado (em parceria com a operadora CVC) e surgiu a idéia de montarmos uma filial dessa empresa aproveitando a estrutura do meu escritório e colocando vendedores externos que trariam clientes e concentraria o ATENDIMENTO no meu escritório físico, já conversei com a diretora da agencia e essa gostou muito da idéia e se comprometeu a fornecer todo material de divulgação e montar os pacotes de acordo com as exigencias dos meus clientes, ou pacotes prontos da empresa dela. Achei a parceria interessante, pois já é uma empresa que tem nome no mercado, atua a mais de 20 anos e atenderia aos meus objetivos, no entanto minha dúvida consiste no comissionamento. De que forma seria mais interessante negociar com a empresa? qual a porcentagem dos lucros que posso pedir? (ela me ofereceu 5% e material de divulgação do nome da empresa dela e serviços oferecidos, meu trabalho consistiria no atendimento físico e mandar os dados para a agencia dela montar os pacotes, porém pensei em pedir também uma ajuda de custo, visto que meus gastos no escritório (telefone) irão aumentar e terei que contratar funcionário externo para oferecer os pacotes fora do meu escritório físico para o público alvo. Gostaria de algumas dicas, pois achei 5% muito pouco, tinha pensado em pelo menos 10%, mas para isso precisaria saber qual a comissão que a agencia tem desses pacotes para que essa comissão fosse dividida de forma mais justa, visto que não tenho conhecimento algum do assunto, meu ramo de atuação é outro porém seria compativel com esse.

Desde já agradeço e aguardo retorno.

Anônimo disse...

Douglas, bom dia, parabéns pelo blog, muito informativo.
Gostaria de tirar uma duvida com você,tenho uma agencia de viagem e gostaria de começar a cambiar tambem, isto é creditar no cartão de crédito do viajante um determinado valor ref a moeda daquele País para que o viajante tenha mais comodidade, é possível isso?
Aguardo sua resposta, e agradeço muito, grande abraço. Marli

DOUGLAS WIRES disse...

EM RESPOSTA A ANONIMO, 18MAR/2011

A forma mais simples de creditar dinheiro estrangeiro na conta de um cartão para o seu cliente é vendendo para ele TRAVELLERS CHECKS ou CARTOES VISA PRE PAGOS.

Entre nesse site: www.COTACAO.COM.BR

Ele te pagara comissao pela venda!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá Karininha!

5% não paga nem um almolço ou as ligações telefonicas de 1 dia para tentar vendr os pacotes! Vc vai pagar para trabalhar.

A comissao deve ser no minimo 20%. Quanto aos gastos com um funcionario, infelizmente, isso será por sua conta pois trata-se de um empreendimento que vc está fazendo.

Outra coisa... Se o seu cliente der calote, quem paga o prejuizo será você porque a agencia que está te vendendo esse pacote que vc está repassando fará a cobrança no CNPJ da sua empresa, assim que vc tiver feito o cadastro com ela.

Uma susgestão que dou é vc cotar o mesmo pacote com outras operadoras para ter uma ideia do valor da comissao que lhe sera repassado e o valor do pacote que lhe sera cobrado.

Marli disse...

poxa, que rapidez na resposta, muito obrigada Douglas! aproveitando o agradecimento, gostaria de tirar mais uma duvida com voce, será que preciso alterar o CNAE da minha empresa para incluir atividade de cambio? ou não?, imagino que não pois na verdade eu não vou "creditar", vou somente repassar, o que voce me sugere? posso ter problemas se não incluir essa atividade?
Abraço Douglas

Anônimo disse...

Que Bolg!!!
eu ia fazer algumas perguntas, mas encontrei todas as respostas no seu Blog. D+!

mkt disse...

Parabéns Douglas pelo seu blog. Nem o SEBRAE dispõe de informações relevantes como essas que vc posta aqui. Entretanto você faz uma grande confusão entre Marketing Multinível e piramide/picaretagem. São duas atividades difereentes, e o Marketing Multinível é uma atividade licita que leva o pão à mesa de muitas familias no Brasil, estão ai a AVON e a NATURA para provar isso.

mkt disse...

Para a Sabrina Gueds.

Eu estou interessado na parceria com ela. Se ela puder adicione meu Skype: agencia_wr12, ou meu MSN: mkt@wr12.com.br, JOSÉ RIBEIRO DA SILVA.

DOUGLAS WIRES disse...

MARLI...

Essa parte jurídica eu desconheço porque meu foco é a área operacional da agência (reserva e emissão).

Diamondtur Viagens e Turismo disse...

Olá Douglas !
Acompanho seu blog e gosto muito de suas respostas claras e objetivas.
Depois de 20 anos trabalhando em uma agencia de viagens e turismo, uma amiga resolveu abrir sua própria agencia home office(empreendedor individual)tem cnpj.Fazemos a venda de bilhetes/reservas carros, hoteis através de uma consolidadora.Ela tem muito conhecmento nesta area,mas ñ sabe administrar.Convidou-me para trabalharmos juntas.Estou organizando a agencia, divulgando na web (blog,site etc), por isso gostaria de saber se podemos vender pacotes que outras agencias oferecem, enfim se vc puder me passar + alguma orientação, fico-lhe muito grata.

DOUGLAS WIRES disse...

Hi, DIAMONDTOUR!

Vc pode anunciar em seu site pacotes de outras agencias e operadoras. Porem, nao informe ou deixe explicito qual a operadora que esta operando esse pacote.

Nao ha problema algum em fazer isso. O cliente so sabera qual a operadora do pacote quando for assinar a ficha de pagamento! Enquanto isso nao acontece, o pacote e da sua agencia.

Diamondtur Viagens e Turismo disse...

Obrigada Douglas por sua resposta.
Gostaria de sua opinião sobre o futuro do agente de viagens agora que as cias.aéreas estão investindo nas vendas, implantando quiosques de vendas diretas em lojas de depto,supermercados,rodoviarias... enfim, penso que a função do agente, ou da pequena agencia que somente vende bilhetes, faz reservas carros/hoteis está com os dias contados... ou será que há alguma saída? Vc que está nesta atividade já algum tempo, o que acha? Dê uma luz prá quem tá iniciando agora !
Obrigada,

Anônimo disse...

Oi Douglas,
é possível eu abrir uma agência de viagens sem experiência no ramo e começar a tocá-la sozinho ? Ou eu e mais um sócio, sendo que os dois não tem experiência e no começo não teremos funcionários.
Irei atrás de informações e conversarei com pessoas do ramo, mas gostaria de saber se há problemas legais em fazer isso ou na hora de emissão de algum certificado.
Obrigado pela atenção.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Anônimo!
Você pode sim abrir uma agencia sem experiência, com CNPJ e tudo mais. Nesse caso, você irá fazer suas emissões aéreas por meio de uma OPERADORA DE VIAGENS.

A partir do momento que você vier a desejar emitir seus bilhetes, vc precisará de um emissor experiente para fazer essas operações caso não venha a utilizar os serviços das operadoras.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, DIAMONDTOUR!

Confesso que fiquei preocupado quanto a isso também em 2006, quando esse rumor surgia. Mas hoje vejo que sempre haverá agentes de viagens, principalmente naquelas cidades distantes do centro da cidade onde só se consegue comprar passagem com uma agencia.

O campo é muito vasto. Vc não fica presa apenas as emissoes de clientes de rua, que são o foco das cias aereas que anunciam na internet. Agencias de viagens que trabalham no segmento corporativo (atendendo empresas privadas e órgaos do governo) não possuem essa preocupação devido as tarifas e acordos negociados para essas empresas demandar um perfil diferenciado para cada uma delas a tal ponto de ser inviavel para as cias aereas programarem seus web sites para dar esse suporte!

Diamondtur Viagens e Turismo disse...

Grata por sua resposta...
Pois então Douglas, penso também que sempre haverá um lugar ao sol prá todo mundo.O jeito é ficar com um olho no gato e o outro no peixe, e aguardar o comportamento do mercado diante desta inovação.
Se não for muito abuso de minha parte, gostaria da seguinte orientação sua:O que vc acha destes sites de agencias que disponibilizam para quem os visita, a opção de cotação,reservas, tipo um self-service virtual ...isso tem algum resultado, ou é melhor ter só o site mesmo para fins de divulgação junto ao cliente? Algumas empresas já tem para venda os sites prontos, próprios p/agencias de turismo.Os básicos são interessantes e os preços até que são em conta. Será que vale a pena? Desde já agradeço + uma vez.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, DIAMONDTOUR!

Visite meu canal no YOU TUBE e veja como funciona essas ferramentas de self booking:
http://www.youtube.com/user/MrDouglasWires

Ter uma ferramenta dessas instaladas no seu site fará um diferencial grande em relação as pequenas agencias que nao os tem instalados e diferenciados dos free-lancers.

Gustavo disse...

Douglas,

perguntei acima (e´m 27/03) sobre abrir uma agência de viagens sem experiências e agradeço sua resposta. Mas continuo com dúvida. Estava pensando que poderia emitir as passagens aéreas. No caso iria fazer via internet(Webservice), não queria utilizar nenhuma operadora de viagens. Isso é possível ?
Existem restrições legais quanto a emitir passagens aéreas para uma pessoa inexperiente no ramo ?
Conheço algumas pessoas do ramo que me auxiliaram para quaisquer dúvidas, mas no momento não pretendo ter funcionários. Teria alguma solução ?

Muito grato pelo sua atenção e ajuda.

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, GUSTAVO!

Vc só conseguirá emitir passagens aereas nos sites das cias aereas e ainda ser comissionado por isso, a partir do momento que vc tenha um CNPJ, pois vc precisará preencher uma ficha cadastral com essa informação e outras para receber o login e senha das cias aereas que lhe darao acesso a reservar os voos e emiti-los.

Nesse caso, se vc for emitir com o cartão de credito do passageiro, o debito sera feito via site da cia aerea, agora, se vc desejar emitir uma passagem com dinheiro, o que chamamos no turismo de FATURADO, isso irá depender do limite do credito que a cia aerea liberara para a sua agencia, baseado no seu capital informado no contrato social da agencia.

Lembrando que: SE O PASSAGEIRO NAO PAGAR, PORQUE TE DEU CALOTE, QUEM PAGA A PASSAGEM É VC, POIS A CIA AEREA ALEM DE CORTAR O SEU ACESSO PARA EMISSOES NO SITE DELA, AINDA PROTESTA O SEU CNPJ. Com as operadoras funciona do mesmo jeito.

Alessandra disse...

Boa noite Douglas, sou Alessandra, trabalhei 10 anos em uma agencia de viagens e turismo, porém nao fui registrada com agente de viagem, emissora... e sim como auxiliar de escritorio, mas tenho os certificado do curso Amadeus entre outros na área do turismo, isso serve para a comprovação dos 3anos de experiencia para a abertura de uma agencia? Estou pensando seriamente em abrir com um colega de trabalho a nossa propria agencia de viagem, minha cidade - Lorena tem 80 mil habitantes e estamos no eixo RJ/SP.

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Alessandra!
A experiência é focalizada no nome da empresa. Como o CNPJ é de uma agência de viagens, então essa experiência é levada em consideração.

Embora você não fosse emissora de passagens, você atuava no departamento financeiro, manuseando documentos de contas a pagar e receber de uma agência. Isso faz parte da área burocrática da agência e mostra que vc tem experiência nesse assunto.

Catia disse...

Douglas esse blog é maravilhoso!! Eu e meu marido queremos abrir uma agencia de viagens para emitir passagens aereas e terrestres, alem de pacotes turisticos da cvc ou de outras operadoras.Meu marido é formado em turismo, mas nunca trabalhou na area. Qual é o melhor caminho para iniciar as atividades? qual é o investimento necessario?

DOUGLAS WIRES disse...

Catia...

Com menos de R$ 5.000 vc abre uma agencia de viagens COM cnpj para trabalhar no estilo home office, e com um site básico (sem muito luxo).

Para saber que passos seguir no inicio, leia esse post no meu blog:

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2011/03/primeiros-passos-para-abrir-uma-agencia.html

Catia disse...

Primeiramente obrigado por responder, porém tenho mais duvidas e estamos muito afim de abrir esse negocio.
1- Tinhamos a ideia de abrir uma agencia em nossa cidade, mas pelo que disse como não temos experiencia o melhor é começar no estilo uma Home office ( tendo um site )e quando conseguir uma carteira de clientes abrir a loja?
2- temos interesse de vendas de passagens e vendas de pacotes de operadoras como CVC é possivel trabalhar dessa forma no estilo home office?
3- qual a melhor forma de abrir a empresa como MEI ou simples? isso impacta na tentativa de fechar parcerias com outras operadoras?
4- na compra das pasagens ou pacotes dos clientes, usamos nosso cartão ou do cliente?

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Catia!

Segue as respostas das suas perguntas:

1- À medida que sua carteira de clientes for crescendo, vc se sentirá mais segura em abrir uma loja de shopping, ou de rua para poder se garantir no pagamento das despesas adicionais (aluguel, IPTU, etc)

2- Mesmo trabalhando com home office, nada a impede de vender pacote de qualquer operadora. O importante é ter um CNPJ para facilitar a aprovação do seu cadastro junto a elas.

3- Opte pelo SIMPLES. Isso não influenciará na avaliação dos seus fornecedores.

4- Use o cartão dos clientes. Vc só usará o seu cartão quando a compra for em cheque ou em dinheiro. Por dois motivos:

MOTIVO 1 - VC NÃO PRECISARÁ ESPERAR A APROVAÇÃO DA OPERADORA PARA EMITIR A PASSAGEM COM PAGAMENTO COM CHEQUE NEM PRECISARÁ CORRER AO BANCO E ENFRENTAR FILA PARA FAZER DEPÓSITO NA CONTA DA OPERADORA.

MOTIVO 2 - TENHA UM CARTAO DE FIDELIDADE, DESSES QUE ACUMULAM PONTOS E NO FINAL DA PONTUAÇÃO VC PODERÁ TROCÁ-LOS POR HOSPEDAGEM OU PASSAGEM AÉREA GRATUITA. FAZENDO ISSO, NA PRIMEIRA VENDA QUE FIZER, AO INVÉS DE EMITIR UMA PASSAGEM NORMAL PARA UM CLIENTE, UTILIZE O SEU CARTÃO QUE TEM ESSA PREMIAÇÃO PARA EMITIR A PASSAGEM PARA ELE. ASSIM, AO INVÉS DE GANHAR R$ 30 DE COMISSAO, VC GANHARIA R$ 200, QUE É O VALOR DO BILHETE SEM AS TAXAS!

ESSA DICA FAZ PARTE DO MEU MANUAL " VENDAS NOS BASTIDORES DO TURISMO!"

Sucesso para vc!!!

philipe disse...

ola Douglas,abri uma agencia,porem estou com uma duvida.é certo esse tipo de procedimento que vou lhe explicar agora?
o meu sistema de usuarios da TAM so permite que eu consulte preços se for passagem de ida e volta,quando é so ida ou so volta tenho que mandar um e-mail para eles ai so um tempo depois de 15 a 20 minutos eles me manda outro e-mail com o preço ,alem disso acho o horario muito limitado de seg a sex das 8hs as 18 hs e aos sab ate meio dia.toda agencia so tem acesso a passagens de ida e volta?
obg!!!
abraço.

DOUGLAS WIRES disse...

PHILIPE...

Da forma que vc me diz parece que vc esta utilizando o sistema de uma operadora de viagens. Se for isso, esse sistema deles eh falho. Todo sistema de reserva permite consultar passagens de ida e volta.

Visite o site da TAM para conhecer o sistema de reservas da TAM:

http://www.toptam.com.br/Tam/Manuais

Ou visite o meu canal no YOUTUBE para ver alguns sistemas de reservas e emissao de passagem que possibilitam reservar quantos trechos desejar num so localizador:

http://www.youtube.com/user/MrDouglasWires

philippe disse...

olá Douglas,mais uma vez venho lhe pertubar rsrsrs.cara acho que é bem isso mesmo que vc falou,isso ta fazendo eu perder possiveis vendas,pq devido a maioria de procura ser de trabalhadores que tem apenas o horario do almoço para consultarem preços.quero lhe pergutar se é possivel eu ter um cadastro diretamente na TAM para ter acesso de ida e volta,nao somente quando for ida e volta junta.
bastate adimiravel sua atitude de compartilhar seus conhecimentos no mundo que vivemos hj.
abraço e obg.

leandro disse...

boa noite
Parabéns pelo seu blog
Tenho algumas duvidas eu trabalho com excursões rodoviarias e estou querendo abrir uma agencia onde eu posso ganhar comissões de empresas aereas como gol,web jet, e tambem gostaria de saber como faço para ganhar comissões da cvc pois quero trabalhar paralelamente eu continuar fazendoe excursões rodoviarias ,o que devo fazer ?

DOUGLAS WIRES disse...

Philipe...
Voce pode usar o site da DECOLAR.COM.BR para cotar passagens para ter uma ideia de valores. Outra alternativa, é mudar de operadora.A GAPONE tem uma ótima ferramenta de cotação e reserva de passagem online que disponibiliza voos com todas as cias aereas que opeream no trecho solicitado. Entre em contato com a GAPONE.COM.BR e um promotor lhe orientará melhor como ter acesso a esse portal.

DOUGLAS WIRES disse...

Leandro...

Leia esse artigo no meu blog:

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2011/03/primeiros-passos-para-abrir-uma-agencia.html

Acho que ele te orientará bastante!

Alessandra disse...

Douglas, para abrir uma agencia de viagens e turismo, com a montagem do escritorio e um capital de giro, por enquanto sem iata e sem Snea, quanto voce acha que é necessario de investimento? Contando que a empresa terá 3 socios...
Grata, Alessandra

Edna disse...

tenho empresa constituída a mais de 3 anos no ramo de turismo, estou tentando vender passagens aéreas, mais sao tantas as informaçoes desencontradas que nao sei que caminho seguir. Uns dissem que preciso de um consolidador, neste caso tenho que dividir a comissão, e as exigências sao muitas, outros dizem que e so se cadastrar nos sites e esperar a autorização das empresas para trabalhar.
Todos dizem que vender pra TAM e muito dificil.
por favor me aponte o caminho, consolidador ou encarar sozinho??

philipe disse...

olá Douglas to pensando serianmente em me cadastrar na GAPONE ja que reune varias Cias.em um so lugar.quanto é a comissao repassada por eles e tmb quero saber se eles repassam passagens em um preço razoavel?o que vc tem a dizer a respeito do contrato deles feito com agencias?
obg.

DOUGLAS WIRES disse...

EDNA...
Infelizmente, vc nao tem para onde fugir. Se vc nao tem 70mil de capital para conseguir um numero IATA e poder com isso emitir sua proprias passagens internacionais, entao vc precisa recorrer as consolidadoras. Vc pode inclusive evita-las, emitindo parte das passagens nos sites das cias aereas uma vez que tiver cadastro com elas,mas quando o seu credito acabar, ai o jeito e emitir com as consolidadoras.

DOUGLAS WIRES disse...

philipe...

Eu nao sei como e a politica de comissionamento da GAPONE porque eu deixei essa empresa ha mais de 3 anos

Nesse caso vc sabera assim que tiver contato com o promotor. Mas e uma consolidadora bem estruturada e de confianca.

sandragafeitico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teresa Maria disse...

ola tudo bem gostei das tuas dicas,sou africana e vivo em africa estou começando ja a tratar todas papeladas para abertura de uma agencia de Viagem e turismo, mas o grande problema e que não tenho capital suficiente para me regitrar nas operadoras competentes na area , gostaria de saber se e possivel eu começar apartir de outras agencias que ja estão avançadas, caso sim como e que vou ter as minhas comissões.

Alessandra disse...

Douglas, para abrir uma agencia de viagens e turismo, com a montagem do escritorio e um capital de giro, por enquanto sem iata e sem Snea, quanto voce acha que é necessario de investimento? Contando que a empresa terá 3 socios...
Grata, Alessandra

DOUGLAS WIRES disse...

Alessandra...

Leia esses dois artigos no meu blog que irão orientá-la em muito aos passos que deve agir:

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2011/03/primeiros-passos-para-abrir-uma-agencia.html e http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2011/04/estrutura-de-uma-agencia-de-viagens_21.html

Anônimo disse...

olá Douglas adorei seu blog,gostaria de saber como faço para conseguir um curso gratuito no AMADEUS, ou SABRE,GALILEO,WORLDSPAN e se vc conhece a Clubeturismo pois estou com uma franquia com a mesma,o que sabe sabe a clubeturismo?
agradeço.

catia disse...

bom dia Douglas!! estava vendo o que precisava para abrir a agencia e deparei que precisava ter tres anos de experiencia, isso é verdade?? Outra coisa o que é necessario para se cadastrar na embratur, nao estou conseguindo ver no site deles!! veja se eu estou certa para abrir: primeiro abro com um contador a empresa, depois me cadastro na embratur e no snea e ai so depois procuro as operadoras?? me ajude!!!! agradeço desde ja !!!

DOUGLAS WIRES disse...

Olá, Catia!

SNEA só é necessário se você for emitir passagens aéreas internacionais.

Você precisa de 3 anos de experiência mas isso só é levado em conta se você desejar obter registro IATA. Se sua intenção é comprar com OPERADORAS, ou até mesmo emitir passagens domésticas nos sites da GOL, OCEANAIR, WEBJET, etc, esse quesito não é necessário.

O site da EMBRATUR é esse: http://www.braziltour.com/
clique na guia CONTATOS para saber como conseguir. Procure também a ABAV do seu estado, talvez eles possam intermediar esse registro para você.

DOUGLAS WIRES disse...

Meu caro amigo, anônimo...

A ABAV fornece curso de GDS e cobra uma taxa por isso. Curso gratuito é somente se vc for emissor de uma agência de viagem IATA, e essa te registrar nos cursos do GDS que ela utiliza.

Quanto a franquia CLUBETURISMO, eu já disse nesse post que é furada. NAO EXISTE FRANQUIA NO MERCADO DO TURISMO. Se vc entrou nessa, é porque vc está fragmentando sua comissão com dois intermediários entre você e a cia áerea, porque quando vc solicita uma passagem ao CLUBE TURISMO, eles ligam para a GAPONE e compram a passagem, te pagando bem menos do que vc receberia se ligasse diretamente para a operadora GAPONE.

philippe disse...

olá Douglas,gostaria de saber de vc se é possível uma operadora como a GAPONE ,me passar uma passagem no mesmo preço como se eu fosse comprar no site da TAM,GOL,AZUL por exemplo.?

DOUGLAS WIRES disse...

Oi, Philippe!

Sim. E na maioria dos casos as tarifas das operadoras são menores do que os sites das cias aéreas.

Edna disse...

Douglas, agradeço muito sua atenção, suas repostas tem me ajudando muito.
A Gapone e uma consolidadora? ou tenho de procurar um consolidador no meu Estado?
minha empresa e individual, tem algum problema?
tenho capital de 40.000,00, posso alterar para 70.000,00

philipe disse...

Douglas entao o que leva as cias.a colocarem passagens á 200,00 r$ enquanto no nosso sistema ta de 300 ou mais por exemplo.ultimamente muitos clientes tem vindo :a ver a passagem ai pra tal dia que eu vi em promoçao no site da tam de 200 e pouco, ai quando olhamos aqui a mesma data o mesmo horario o preço ta bem maior.
tem explicaçao isso?
obg.
abraço.

Jéssica disse...

Douglas, trabalho atualmente para uma agencia de viagem aravés de home office, mas estou querendo abrir a minha propria agencia. Ja tenho CNPJ. So com CNPJ ja consigo ma cadastrar com uma consolidadora ou alguma operadora que eu posso emitir as passagens aereas dos meus clientes? Se sim pode me indicar alguma? Pois nao estou conseguindo tirar o alvara. Eu nao pretendo abrir loja fisica. Eu preciso me cadatrar no EMBRATUR para fazer emissao de passagem aerae atraves de consolidadora?

rodrigo disse...

Douglas, a GAPONE E A MMTGAPNET tem algo em comum?

DOUGLAS WIRES disse...

RODRIGO e JESSICA...

GAPONE e GAPNET são parte do mesmo grupo.

Outras operadoras são: ELI TRAVEL, ESFERATOUR, ITS, GAPONE, MASTER TURISMO.

Com o CNPJ vc consegue se cadastrar com qualquer operadora. O EMBRATUR só é pedido pelos FORNECEDORES de serviço, mas alguns não exigem isso.

FABIANA disse...

Boa Tarde Douglas,
Estava lendo um artigo seu sobre agência de viagens, e tentei postar uma dúvida mas está indisponível.
Agência de viagens e franquia: se eu optar por uma franquia eu não tenho preços melhores para praticar, pois os preços das operadoras são para uma cadeia de lojas, o que torna as negociaçoes mais flexíveis, enquanto que se eu tiver apenas y\uma loja própria meu poder de negociacao junto as operadoras é bem menor? Abraços e obrigada!

DOUGLAS WIRES disse...

Fabiana...
Faz sentido que quanto maior o numero de lojas, maior é o desconto nas tarifas negociadas com os fornecedores. Isso funciona perfeitamente em redes de fast food, padaria, etc. Mas não no turismo. Mesmo que vc participe de uma franquia com 1 milhao de agencias franqueadas vc não conseguirá tarifas menores do que as operadoras, no máximo igual as tarifas das operadoras, e mesmo assim se tiver vaga na classe promocional que só é disponibilizada para as agências revenderem ao público e montar pacotes.

Por isso, por que fazer uma franquia que vai lhe dar uma tarifa de operadora e te prender a um contrato quando vc pode negociar livremente com qualquer operadora no mercado?

DOUGLAS WIRES disse...

DESCULPE PESSOAL... MAS OS COMENTÁRIOS ESTÃO ENCERRADOS NESSE POST.

Caso desejarem se comunicar sobre esse post, usem o formulário a esquerda.

Obrigado! :-)

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG