Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

VIDENTE JUCELINO NOBREGA LUZ PREVÊ QUEDA DE AVIÃO DA TAM EM SÃO PAULO NO DIA 26NOV2014

O voo da TAM que parte do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, rumo a Brasília às 8h30 da próxima quarta-feira, 26 de novembro, teve o número alterado pela companhia aérea. E a decisão da empresa se deu após um episódio inusitado: a data é a mesma em que um vidente afirma ter previsto a ocorrência de um acidente com um voo de número JJ3720 – justamente o alterado pela TAM.



No site da companhia, é possível verificar que nos dias 25 e 27 de novembro o número do voo foi mantido em JJ3720. Apenas na quarta-feira o voo no mesmo horário será o JJ4732. Em nota, a TAM afirma que "a segurança é um valor imprescindível em todas as suas operações". Em razão disso, diz a empresa, "considerou o alerta e permanecerá atenta às operações no período citado."

O vidente Jucelino Nóbrega da Luz,  famoso por predições como o resultado da Copa no Brasil, a morte de Ayrton Senna, da Princesa Diana e do candidato à presidência da república, Eduardo Campos, explicou que essa previsão apareceu para ele durante um sonho premonitório em julho de 2005 e disse que desde então envia cartas à companhia sobre o fato. “O avião sairia às 8h30 de Congonhas indo para Brasília. Esse voo tem problemas nas turbinas. Pedimos para a empresa amigavelmente para que se retirasse esse avião e fizesse uma vistoria para localizar o defeito. Foram feitos vários contatos. A empresa respondeu e também tem uma notificação via cartório”, relatou.

Segundo o vidente, pessoas que compraram passagens mostraram para ele cópias do cancelamento do voo. No documento com detalhes da suposta tragédia, ele diz que espera estar errado e pede que sejam tomadas providências imediatas. “O prejuízo maior será esse acidente tornar-se realidade”, afirmou, defendendo que o o cancelamento do voo evitaria a uma “catástrofe”.

O acidente, ainda segundo ele, provocado por pane seria evitável porque não é um fato natural. “Quando a gente fala fato natural é aquele que você não tem como alterar, como um terremoto, um furacão. Um fato destes, como é mecânico, você tem como alterar. Não é uma ficção como mostra um filme de premonição. A morte não vai seguir ninguém. É só naquele dia. Se não acontecer naquele dia, provavelmente não vai acontecer mais”, disse.

RESULTADO DO DIA 26NOV: Não houve acidente algum, mas um tremendo caos na malha aérea da TAM.  

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG