Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

REPORTAGENS QUE MOSTRAM A IMPORTÂNCIA DO SEGURO VIAGEM

FORTE TURBULÊNCIA EM VOO DA TAM FERE PASSAGEIROS SEM CINTOS DURANTE O VOO
02/09/2013 - FONTE: O GLOBO

Um dos clientes do voo 8065, da TAM, que fez um pouso de emergência nesta madrugada em Fortaleza, disse com exclusividade à JOVEM PAN que os passageiros viveram momentos de muita tensão na aeronave. Segundo o programador Ricardo Pontes, essa foi a turbulência mais forte  que ele já viu.

Foi tudo muito rápido. Em segundos já tínhamos pousado no aeroporto internacional de Fortaleza. Quando tudo começou alguns passageiros estavam sem cinto e acabaram se machucando. Uma senhora que aguardava para ir ao toalete quebrou a clavícula.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária, a Infraero, informou que 15 pessoas ficaram feridas após o pouso forçado da aeronave da TAM, que cumpria a rota Madrid-São Paulo. A aeronave sofreu uma forte turbulência quando sobrevoava o território equatoriano por volta de 1h50 desta segunda-feira, 2SET2013.

Ainda de acordo com Pontes, os passageiros receberam atendimento médico dentro do avião. Ele contou que dois bombeiros e uma médica estavam a bordo da aeronave e prestaram os primeiros-socorros.

Fomos pegos de surpresa. A turbulência chacoalhou todo mundo. O momento mais tenso depois da turbulência, foi o atendimento a senhora que quebrou a clavícula. Ela precisou ser imobilizada para o pouso. O passageiro também declarou que quando pousaram em Fortaleza foram recebidos por uma equipe médica.

Em nota, a TAM confirmou que o pouso ocorreu por conta de uma turbulência. "A aeronave aterrissou em segurança, e os feridos foram encaminhados para atendimento médico. Todos já foram liberados, com exceção de dois passageiros que permaneciam em observação no hospital para exames complementares. A companhia lamenta o ocorrido e está prestando a assistência necessária a seus passageiros e funcionários",informou.

TURISTA É ARRASTADA POR TAXISTA NO RIO DE JANEIRO
20/12/2012 - FONTE: PORTAL R7

O taxista Rosemberg Amaro da Silva que arrancou com o carro para não devolver o troco e feriu a turista colombiana Sandra Catalina Roncances, na quarta-feira (20), será indiciado por lesão corporal e apropriação indébita. A Polícia Civil ainda encaminhará uma cópia do inquérito para a Secretaria Municipal de Transporte para que seja aberto um procedimento de cassação da licença.

De acordo com o titular da Deat (Delegacia Especial de Apoio ao Turismo), Alexandre Henrique Duarte Braga, o taxista negou as agressões em depoimento. Entretanto, testemunhas contaram ter visto o momento em que ele arrancou com o carro, ferindo a colombiana.

A turista havia tomado o táxi ao sair do Aeroporto Santos Dumond, no centro do Rio. Chegando ao seu destino, na zona sul, pagou a corrida, mas o motorista se recusou a dar o troco de R$ 4.

Se a turista tivesse feito seguro viagem, além de ganhar uma indenização pela agressão do taxista, ela ainda receberia a cobertura de acidente do seguro viagem.
TURISTA FRANCÊS CAI DE BONDINHO NOS ARCOS DA LAPA
24/06/2011 21h57 - FONTE: PORTAL G1
Tela de proteção estaria em mau estado de conservação, diz delegado.
Jovem teria se desequilibrado ao tirar uma foto e caiu de altura de 15 metros.

Ao cair do bonde de Santa Teresa do alto dos Arcos da Lapa, no Centro do Rio, o turista francês Charles Damien Pierson, de 24 anos, passou por um vão na tela de proteção do meio de transporte e despencou de uma altura de mais de 15 metros. Ele teria se desequibilibrado ao tentar tirar uma foto e morreu na hora, com o impacto da queda. 

Mais cedo, o delegado adjunto da 5ª DP (Mem de Sá), Leonardo Salgado, que investiga o caso, já havia apontado a suspeita de mau estado de conservação da tela de segurança. "Existe ainda a questão da tela de proteção, que nos parece estar em mau estado de conservação", destacou sobre o alambrado que acompanha o trajeto do bonde sobre os Arcos da Lapa. 

A polícia vai apurar como é feito o transporte de passageiros nos bondes de Santa Teresa, após o acidente na tarde desta sexta-feira (24). A informação é do delegado adjunto da 5ª DP (Mem de Sá), Leonardo Salgado, que investiga o caso. 

"Todas as testemunhas que ouvimos dizem que é comum as pessoas andarem em pé no bondinho. Vamos apurar se isso é permitido de fato", afirmou o delegado Leonardo Salgado. "Se isso não proceder, se for proibido ficar viajar em pé no bonde, onde ele estava, queremos saber por que não há fiscalização", completou.

Angela Marina acrescentou ainda que no momento em que o francês caiu, ele estava virado para o lado de dentro do bonde, tentando tirar uma foto de uma turista alemã que o acompanhava. "Me pareceu que o pé dele ficou preso em algum lugar e ele caiu de costas lá do alto", contou.  

"Vamos apurar as responsabilidades. E, dependendo do rumo das investigações, o caso pode evoluir para homicídio culposo", afirmou o delegado.

LIMITE PERMITIDO 
Em nota, a Secretaria estadual de Transportes confirma que o turista francês morreu ao cair do bonde, de uma altura de 15 metros, e que "o bonde deixou a estação Carioca com 40 pessoas embarcadas, limite máximo permitido, e sem passageiros no estribo."

Ainda de acordo com o delegado, três testemunhas prestaram depoimento, incluindo o condutor do bonde e a jovem alemã que acompanhava o turista francês no passeio. Segundo ela, o francês estava de férias no Rio com um grupo de amigos, e os dois estavam hospedados no mesmo albergue, em Copacabana, na Zona Sul da cidade.

Segundo os policiais, ela estava muito nervosa e chorava bastante durante o depoimento. Na saída da delegacia, a turista não quis falar com a imprensa. O delegado afirmou ainda que, com a vítima, foram encontrados uma quantia em dinheiro, xerox do passaporte e um mapa da cidade do Rio de Janeiro.

A circulação dos bondes de Santa Teresa está interrompida desde o acidente, ocorrido por volta das 14h25 desta sexta-feira e ainda não há previsão de retorno do serviço, segundo a administração.

PROFESSORAS RELATAM IMPRUDÊNCIA
Duas professoras que estavam no bonde e testemunharam o acidente contaram que o turista teria sido imprudente ao ficar em um local inadequado para viajar. "Estou muito acostumada a andar de bonde, inclusive em pé. Há um lugar próprio para andar em pé no bonde e não é no estribo, onde o francês estava. Tentamos fazer com que ele saísse de lá, mas ele não quis", afirmou Ângela Marina Mendes, que é moradora de Santa Teresa.

Venine Lúcia Mendes também afirma que tentou alertar o francês sobre o perigo. "Me sinto segura andando em pé no bonde. Tentamos alertá-lo, mas ele não quis escutar, se negou a sair do local proibido onde estava", completou a outra professora.

ROUBADO APÓS A QUEDA, dizem testemunhas 
Segundo testemunhas, quando o turista já estava no chão, menores de rua teriam roubado a câmera fotográfica e outros pertences da vítima. A polícia, no entanto, não confirma a informação.
Já o músico Gabriel Ares, de 36 anos, que também estava no bondinho no momento do acidente, contou os momentos de pânico que os passageiros viveram. "A menina que estava com ele gritou algo em inglês e, quando vimos, o corpo dele já estava no chão. Quando perceberam que um passageiro tinha caído, pararam o bondinho. Ficamos lá no alto dos Arcos parados por uns 15 minutos. Tinha muita gente gritando, criança chorando", contou Gabriel.
"Na hora em que passamos pelos Arcos não me senti nem um pouco seguro. Nunca tinha andado de bonde e, sinceramente, não sei se voltarei a andar. Em pé, nem pensar", acrescentou o músico.
 
EXPLOSÃO DE BUEIRO DEIXA TURISTA GRAVEMENTE FERIDA EM COPACABANA
29/06/2010 21h57 - FONTE: PORTAL G1
Rua República do Peru, na Zona Sul do Rio, foi interditada. Segundo bombeiros, vítima teve cerca de 80% do corpo queimado.

O casal de turistas americanos Sarah e David, de aproximadamente 35 anos, foi atingido pela explosão de um bueiro na esquina da Rua República do Peru com a Avenida Nossa Senhora de Copacabana, na Zona Sul do Rio. A explosão foi por volta das 10h30 desta terça-feira (29). Sarah teve 80% do corpo queimado e está internada no Hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul. As informações são de bombeiros que estavam no local.

A Rua República do Peru foi interditada ao tráfego entre as avenidas Atlântica e Nossa Senhora de Copacabana. Funcionários da Light não souberam informar as causas da explosão. No começo da tarde, eles faziam o resfriamento do bueiro.

Marcos Barbieri, de 64, morador do bairro há dois anos, estava sentado em uma lanchonete quando ocorreu o acidente. “Eu vi a mulher sendo jogada no ar, para o lado, por alguns metros, e caindo no chão pegando fogo”, relatou. “No primeiro momento achei que uma moto a tivesse atropelado”, acrescentou Barbieri. Ele disse que o marido da vítima se jogou em cima dela para abafar as chamas e por isso, ficou levemente ferido.

Nílson Vieira, funcionário de um restaurante próximo, ajudou a socorrer a vítima. “Eu peguei um galão de água gelada no restaurante para poder refrescar a mulher”, contou ele.



 “O chão estremeceu com a explosão. Ela ficou com o corpo todo queimado, inclusive o rosto. A roupa dela derreteu no corpo e ela ficou completamente nua, deitada na calçada, gritando de dor", recorda Vieira.
 
TURISTA PORTUGUÊS É MORTO NA PRAIA DE COPACABANA
14/06/2006 21h57 - FONTE: JORNAL O GLOBO

RIO - Um turista português de 19 anos foi assassinado na areia da Praia de Copacabana na manhã desta segunda-feira. André Costa Ramos Bordalo, hospedado com os pais no Hotel Pestana, no Posto 4, se assustou quando Claudecir Bezerra da Silva, de 23 anos, o abordou para pegar sua mochila. O ladrão deu uma facada no rapaz, que morreu na hora. O crime aconteceu às 8h20m, em frente à Rua Constante Ramos, a menos de 50 metros da barraca que o hotel mantém na praia para proteger os hóspedes.

O diretor do IML, Roger Ancilotti, informou que André morreu em conseqüência de uma perfuração no pulmão esquerdo. Segundo o legista, o ferimento de três a quatro centímetros não foi muito profundo, mas provocou forte hemorragia pulmonar.



Depois de esfaquear o turista, Claudecir tentou fugir, mas foi pego por um policial militar na esquina da Constante Ramos com a Avenida Nossa Senhora de Copacabana. O preso foi levado para a 13ª DP e dali encaminhado à Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), no Leblon. O ladrão estava com a mochila de André e uma faca ensangüentada quando foi detido.



André estava com os pais na praia, em local bem próximo ao hotel onde a família está hospedada desde o dia 11. O assaltante mora no Morro da Babilônia, no Leme.




O secretário estadual de Turismo, Sergio Ricardo, disse que os pais do estudante estão muito abalados com a morte do filho e permanecem no quarto do hotel. A família deixaria o Rio nesta terça-feira e seguiria para Fernando de Noronha e o Pantanal. Dois amigos da família estão no IML para a liberação do corpo.

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG