Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

COMO PLANEJAR O LAYOUT DE UM SITE DE UMA AGÊNCIA DE VIAGENS

Para essa análise, eu selecionei alguns sites para servir de exemplo com relação aos meus comentários. O layout de um site é o cartão de visita de uma agência de viagens, transmitindo ao visitante a essência do produto que ela vende.

CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES
  • Evite pôr no seu site vídeos, muitos banners e imagens. Isso o deixa “pesado” para ser carregado, tomando tanto tempo do internauta que poderá fazê-lo desistir de continuar navegando nele devido sua conexão na internet ser lenta. Com relação aos vídeos, não os recomendo porque se o site for acessado no ambiente de uma empresa, com certeza ele não será  visto devido ao  bloqueio de streaming de vídeo na rede.
  • Peça ao webdesigner para desenvolver seu site numa linguagem de programação de rápido carregamento (CSS, C+, HTML, HTML5) mas nunca em FLASH. Sites em FLASH não “rodam” no iPhone e nem no iPAD, demoram demais para carregar mesmo que não tenham vídeos, além de ser uma linguagem já ultrapassada. Atualmente, FLASH só é utilizado em banners de anúncios.
  •  Planeje o logo da sua empresa. Ele sempre será necessário para sites,  assinaturas de e-mails, notas fiscais, cartas comerciais, etc.
  • Faça um curso de linguagem HTML. É barato, fácil e dura no máximo 2 dias. Mais tarde, isso vai lhe servir para entrar na área de administrador do site para alterar preços de pacotes e inserir novos pacotes na página, ajudando-o a economizar dinheiro com despesas de serviços de webdesigner para manter sua página atualizada.
Como tenho recebido alguns e-mails do meu blog com dúvidas e pedidos de conselhos sobre o que pôr num site, segue agora minhas sugestões que poderão lhe orientar quanto a esse planejamento.

COMENTÁRIOS SOBRE SITES DE AGÊNCIAS DE VIAGENS CORPORATIVAS
As agências corporativas não vendem online. Elas vendem por meio dos seus promotores que visitam empresas e participam de licitações. Todo mercado das agências corporativas está voltado para as empresas que atendem, portanto, seu lucro está no volume de emissões de serviços terrestres cobrando por isso uma taxa de serviço de emissão. Agregado a isso, elas vendem para os funcionários das empresa que atendem pacotes de lazer e ainda realizam eventos para as empresas que prestam serviços de viagem. Em geral, a minha crítica para todas as agências corporativas é que a página do site delas que aborda VIAGENS DE LAZER, é muito limitada. Isto é... Não é igual a um site da CVC ou MARSANS que o visitante entra e compra. Na minha opinião deveria ser uma página com o perfil de venda online, e não limitado a vender somente para um público interno, que são os funcionários das empresas que atendem.


1) Assim que a página é exibida, a KONTIK exibe no seu site suas principais ferramentas de informação que são disponibilizadas para os seus clientes. Isso é positivo, pois torna o site da empresa uma ferramenta de trabalho para o gestor da conta acessá-la de imediato.

2) Os departamentos da agência estão fragmentados no topo. E os mesmos se repetem na barra lateral à esquerda, logo abaixo do logo da empresa. Isso é ruim, pois mostra “enchimento de linguiça”. Tais espaços poderiam ser substituídos por outras informações. Neste exemplo, a KONTIK teria acertado na repetição se o webdesigner tivesse repetido esses links da barra lateral esquerda no rodapé do site.




1) Um dos grandes dilemas no planejamento do layout de um site é saber como exibir na primeira página (HOME) uma visão geral do todo da empresa. Nesse quesito, a TOUR HOUSE foi excelente. Ela criou abas coloridas para cada um dos seus departamentos, formando então uma espécie de barra horizontal que serve inclusive para dividir o site: acima da barra tem-se o banner e abaixo dela, o conteúdo. A partir do momento que o visitante clicar no banner que representa cada departamento ou até mesmo em um dos links na barra horizontal, ele é redirecionado para a página desse departamento, que abrange então o conteúdo específico dele.


Já o campo FALE CONOSCO, poderia ser substituído por uma ferramenta de chat. Da forma que está é válido apenas para “enchimento de linguiça”.

2) Fazendo uma análise mais crítica ao rodapé do site, eu alteraria 3 coisas: 

a) O ícone do LINKED IN eu não divulgaria em um site empresarial por se tratar de uma rede social voltada para “promoção” de currículo de pessoas. Repare também que foi esquecido de ser inserido o ícone de FEED e o ícone do blog da TOUR HOUSE.

b) Inseriria um email de contato para OUVIDORIA  como segunda opção para aqueles que não querem falar ao telefone.

c) Acrescentaria os logos das certificações e registro da agência: IATA, CADASTUR, ABRACORP, etc para passar mais credibilidade à imagem da empresa.

3) Com relação ao topo, notamos a exibição da barra ITM TRAVEL. Essa barra é acessada pelas secretárias atendidas pela agência para entrarem no portal da TOUR HOUSE para cotarem passagens aéreas e reservarem vôos. A princípio parece uma imagem, mas quando se põe o mouse sobre ela, abre-se um pequeno formulário de acesso ao portal web da agência. Sem dúvida, uma solução simplificada para valorizar as imagens de fundo do banner sem poluir o seu visual.



Um pouco diferente do site da TOUR HOUSE, é o site da CARLSON WAGONLIT. Repare que por ser uma agência global, ela exibe no topo da página o link SELECT A COUNTRY. Esse já seria o primeiro filtro do site para o internauta. Mesmo assim, esse portal  já dá uma idéia abrangente da empresa.


1) Ao invés do banner focar os serviços de cada departamento da agência, como no caso da TOUR HOUSE, ele enfatiza ferramentas de serviço como o aplicativo para smartphone, newsletters e informativos. Esse banner acaba então se tornando a linha divisória entre o topo do site e o seu conteúdo na parte debaixo.


2) Se compararmos o rodapé do site da CARLSON WAGONLIT com o rodapé do site da TOURHOUSE, notaremos que o rodapé do site da CARLSON WAGONLIT é separado do corpo da página por uma sútil linha verde enquanto que o da TOUR HOUSE é separado por uma faixa verde tendo dentro dela títulos que  compõem o mapa do site.


3) Em contra partida, esse rodapé não tem um mapa de navegação do site, como é exibido no site da TOUR HOUSE. Essa diferença é então compensada no menu de abas no topo do site da CARLSON WAGONLIT.



COMENTÁRIOS SOBRE SITES DE OPERADORAS DE VIAGENS
Sites de operadoras de viagens não têm o objetivo de venderem online porque a forma como atuam no mercado é por meio de promotores que visitam as agências não-IATA, oferecendo-as serviços de emissão de passagem e dividindo com elas a comissão paga pela cia aérea. O objetivo no caso é promover no site as ferramentas e serviços que disponibilizam aos seus clientes o acesso para o acompanhamento da emissão de faturas, calendário de pagamento das comissões e acesso ao portal.

Site de operadora bem limpo e de rápido carregamento, com informações de fácil acesso e de navegação.


1) O site da ELITRAVEL exibe sobre o logo um lista horizontal de links e abaixo do logo, um menu vertical com uma lista rápida de links que suprimem a necessidade de criação de novas páginas ou de uma barra de links customizada com tais assuntos de interesse do internauta.



2) O site também dá destaque as principais ferramentas de interesse do agente de viagens que utiliza os seus serviços de emissão de passagens aéreas.



COMENTÁRIOS SOBRE SITES DE AGÊNCIAS DE VIAGENS
Uma agência de viagens pode vender tanto online pela internet quanto fisicamente numa loja de shopping. No caso da internet, é preciso ter cuidado para não tornar a loja virtual numa salada visual que venha a confundir o internauta em qual página ele deve fazer a compra ou como pode comprar. Também não cometa o erro de pensar que fazendo um site de compras de viagens online você não precisará está presente para fazer o acompanhamento das vendas, pois a internet é apenas um canal de vendas mas o telefone continua sendo o principal canal de comunicação, e quando surge a necessidade do passageiro alterar a data de uma passagem aérea, a primeira coisa que ele pensa é ligar para a agência ao invés de perder tempo no site procurando tal informação.

SUBMARINO VIAGENS (http://submarinoviagens.com.br/)
O site está limpo com relação a exibição dos produtos e ao rodapé, que cumpre a função do vendedor virtual de direcionar e orientar o internauta por meio dos links.


1) O site da SUBMARINO  VIAGENS  valoriza sua principal ferramenta que é a busca de tarifas do produto selecionado pelo internauta.


2)  O site da SUBMARINO VIAGENS filtra muito bem os produtos que oferece ao visitante por meio do menu da barra horizontal.


3)  Entretanto, a SUBMARINO VIAGENS resolveu apelar para entrar no ramo do mercado corporativo, inserindo acima do menu horizontal uma aba com o título CORPORATIVO.


Essa aba destoa do perfil da agência que é LAZER. Se clicarmos nela, abre um menu vertical com opções para o internauta. A SUBMARINO VIAGENS deveria ter feito uma página HOME, semelhante a da TOUR HOUSE, servindo de portal para o internauta clicar no link do departamento que o interessa. Da forma que está, a SUBMARINO VIAGENS está utilizando o endereço do seu site (www.submarinoviagens.com.br)  como página de portal para outros serviços de turismo. Não vai demorar muito e ela inserirá uma nova aba com o título CONSOLIDAÇÃO ao lado dessa, e depois outra com o  título EVENTOS, fazendo uma salada e confundindo o internauta que navega pelo site.

4) A posição onde foi colocado esses botões do GOOGLE PLUS, FACEBOOK e TWITTER e a forma como eles são apresentados está destoando a imagem da empresa devido ao excesso de informação. O telefone está bem posicionado com a atendente em destaque chamando a atenção do internauta para entrar em contato com a empresa. Mas esses botões deveriam ser posicionados no rodapé ou no final da descrição dos produtos vendidos no site.

   
5) No caso do topo do site da SUBMARINO VIAGENS, a poluição ocorre justamente nessa  área destacada: as abas CORPORATIVO + SERVIÇOS + BOTÕES DO TWITTER, FACEBOOK E GOOGLE +. Isso prejudica a transmissão da mensagem ao internauta no quesito de produto CORPORATIVO. Nisso o site da TOUR  HOUSE soube transmitir dando a cada departamento uma página de destaque em separado para não poluir a transmissão da mensagem ao internauta!



COMENTÁRIOS SOBRE SITES DE OPERADORAS DE VIAGENS RECEPTIVAS
Ao contrário da SUBMARINO VIAGENS que vende para o público, as operadoras receptivas vendem seus pacotes para as agências de viagens revende-los. Em outros casos, as operadoras de viagens receptivas organizam eventos e congressos, que é o segmento de venda mais rentável no turismo devido se tratar de viagem de grupo.

Com um site limpo e bem distribuído ocupando toda a tela do PC para ter espaço de exibição dos seus produtos, esse site está excelente na minha avaliação quanto ao quesito exibição de produto e transmissão da mensagem ao internauta sobre o que é a empresa e o que ela oferece aos seus clientes. Ele está tão bem desenvolvido que serve até como modelo adaptado para qualquer FREE LANCER criar o seu próprio site, uma vez que por ser uma operadora receptiva e não trabalhar com o segmento aéreo, soube fazer um layout agradável ao internauta.


1) Área de login de acesso visível no topo do site para agentes de viagens cadastrados. Muito bom e poderia ser substituída também para login em intranet.


2) Barra de busca para acelerar a pesquisa de pacotes específicos. Essa barra de pesquisa é mais funcional para operadoras com muitos produtos. Ela substitui o menu vertical de lista de links, como mostrado na análise do site da ELITRAVEL.


3) Embora a ferramenta de busca online de produto não esteja muito  em destaque, porque a intenção é destacar os pacotes principais de venda da empresa, ainda assim ele não deixa de ter uma certa evidência no site. Trata-se de mais um ponto positivo para ferramenta de venda do site.


COMENTÁRIOS SOBRE SITES DE FREE LANCERS
Esses sites são voltados mais para venda de pacotes. Justamente porque os FREE LANCERS não têm condições financeiras de pagar por ferramentas de busca de vôos para inserir em seus sites, eles focalizam os produtos de venda de pacotes nos seus sites anunciando-os em abas temáticas valores de pré-cotações de vôos, hotéis e pacotes.

INVITE BRAZIL (http://invitebrazil.com/)
Esse site é de um amigo meu que após ter saído da agência onde trabalhávamos, resolveu se tornar um FREE LANCER. Dado suas limitações financeiras, eu diria que esse site seria um modelo recomendado para qualquer um que desejasse trabalhar em home office.


1) O site apresenta logo no topo o telefone de contato. Justamente por ser um FREE LANCER, o mais primordial num site com esse perfil, são os contatos. Eu incluíria ainda o SKYPE BOTTON (o mesmo que aparece no meu blog) abaixo do número do telefone! Em contra partida, eu remanejaria o chat LIVEZILLA do rodapé para o topo, logo acima do número do telefone.


2) Solicitaria ao webdesigner para redimensionar a página do site pois ela está muito estreita e comprida, não possibilitando ao visitante a absorção das principais informações no momento do carregamento. Ou seja, o internauta tem que rolar a página para saber que no fim dela tem um chat. Se o layout do site fosse mais largo, seria possível criar uma terceira coluna, exibindo nela um formulário para solicitação de viagens, por exemplo.

3) Tiraria o campo TESTIMONIALS. Isso não é mais funcional. Hoje em dia se alguém fala bem ou mal de uma empresa, ela fala isso no TWITTER e no FACEBOOK.


4) Remanejaria o campo de links UTILITIES para uma nova aba vertical e no lugar do seu espaço eu inseriria um FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE VIAGEM (esse formulário está na aba BOOK IT).



CONCLUSÃO
Não existe um layout perfeito para vender a imagem da empresa, os seus produtos e serviços. Porém, existe aquele layout que se adequa ao perfil e necessidade que a agência tem a oferecer e pagar. Todas as empresas mudam o layout dos seus sites ao longo dos anos e à medida que a sua empresa for crescendo, você sentirá também essa necessidade de reformulá-lo. Mas tome cuidado para não cometer certos deslizes como os apontados nesse post. Nem tão pouco cometa a loucura de misturar um pouco de cada site para criar o seu. Isso gera confusão e poluição visual para o internauta. Converse primeiro com o seu webdesigner pois a experiência dele irá te guiar ao que é melhor para você dado as suas limitações. Faça um rascunho do que você pretende pôr no site e visite os sites dos seus concorrentes para ver como eles fizeram os sites deles e com isso tirar proveito do que há de bom para pôr no seu.

LEMBRE-SE: O sucesso nas vendas pela internet está na forma de como você expõe o produto para o cliente absorver a mensagem e ter acesso fácil em adquirí-lo.

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG