Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

ARGUMENTOS PARA CONVENCER UM CLIENTE A NÃO COMPRAR COM AIRBnB

Airbnb permite que proprietários aluguem toda ou parte da sua própria casa, como uma forma de acomodação extra. O site fornece uma plataforma de busca e reservas entre a pessoa que oferece a acomodação e o turista que busca pela locação. Abrange mais de 500 mil anúncios em mais de 35.000 cidades e 192 países.


É comum agentes de viagens fazerem cotações de hospedagens para clientes que gostam de pechinchar, e que no final acabam esquecendo que o barato sai caro. Lembre-se que, vender para alguém uma hospedagem numa rede hoteleira é muito mais seguro do que intermediar a venda de uma casa ou apartamento de temporada e depois ter aborrecimentos com um cliente querendo ser ressarcido porque ao chegar no imóvel teve algum tipo de problema.



ARGUMENTOS PARA CONVENCER UM CLIENTE A NÃO FAZER UMA RESERVA COM A AIRBnB OU EM QUALQUER OUTRO SITE DE LOCAÇÃO DE TEMPORADA.

1 - O turista corre o risco de sofrer um golpe, ou seja, ele paga uma quantia adiantada e ao chegar no imóvel, descobre que o mesmo não existe ou que a casa ou apartamento não está disponível para ser alugado.

2 - A casa ou apartamento alugado pode conter câmeras escondidas, que invadem a privacidade de um casal transmitindo via internet toda a sua intimidade íntima e social. 

3 - Você pode ser roubado pelo próprio proprietário, que possui as chaves do imóvel, caso alugue um imóvel de dois andares, por exemplo, onde o proprietário mora na parte de cima e vigia toda a sua rotina, esperando uma oportunidade de você sair do imóvel alugado para invadi-lo e furtar seus pertences. 

4 - Imóveis locados via AIRBnB são semelhantes a casas e apartamentos de locação de temporada: não existe um serviço de limpeza, nem oportunidade de pedir ao gerente de um hotel um upgrade de quarto porque o quarto da casa que você alugou está com cheiro de mofo. 

5 - Crie dificuldades para o cliente: diga a ele que sua agência não permite que sejam feitas reservas de quartos e casas em sites de aluguel de temporada como AIRBnB por se tratar de uma venda sem segurança para o locatário.

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG