Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

A HISTÓRIA DA INDÚSTRIA DO TURISMO

Osetor de turismo possui algumas vantagens que o tornam um negócio único. Uma de suas características mais marcantes é que, embora a ação do governo seja importante na regulação e na infra-estrutura, são as empresas privadas que dominam. Elas detêm hoje o título de campeãs em capacidade de criação de empregos num período curto. Estudos mostram que o turismo é capaz de gerar novas colocações uma vez e meia mais rápido que qualquer outro setor industrial. A área também se destaca em tempos em que a preocupação com a preservação do planeta é cada vez maior. Diferentemente de outros setores, a expansão do turismo não consome mais recursos naturais, e tem pouco impacto no aumento da poluição.
Por fim, a indústria do turismo é extremamente dinâmica. Por mais que se encantem com um destino, os viajantes estão sempre dispostos a conhecer coisas novas, ou seja, não há fidelização nessa área. Por causa disso, graças a uma política correta de investimentos, roteiros completamente desconhecidos podem virar pesos pesados da área , como foi o caso de Dubai, nos Emirados Árabes. Nos últimos anos, a cidade-estado investiu bilhões de dólares na construção de obras para atrair turistas. Hoje Dubai recebe mais de 6 milhões de visitantes por ano.
OS FATOS QUE AFETARAM A EVOLUÇÃO DO SETOR MUNDIAL DO TURISMO

1841

O comerciante inglês Thomas Cook, vendedor de bíblias, criou o primeiro pacote de viagens de que se tem notícia. Nesta época, a Inglaterra, a exemplo de outros países europeus, estava cada vez mais integrada por ferrovias, mas o sistema tarifário era complexo para o cidadão comum e havia pouca oferta de hospedagem.
Para ajudar os participantes de um encontro de combate ao alcoolismo que teriam de percorrer o trajeto de 17km entre as cidades de Leicester e Loughborough, na região central da Inglaterra, Cook teve a idéia de fretar um trem com tarifas reduzidas e organizar a viagem. Conseguiu reunir mais de 500 interessados. Entusiasmado com o sucesso da empreitada, ele abandonou o antigo negócio para criar a primeira agência de viagens do mundo, batizada com o seu próprio nome.
A partir de Cook, criou-se as viagens em grupos. Com o tempo, o turismo de massa organizado por Cook começou a perder importância e passou a ser alvo de críticas por parte das populações e por autoridades locais o que acabou originando as viagens por pacotes. Diante da possibilidade de crescimento dos negócios turísticos, Cook criou um jornal The Excursionist and Exhibition Advertiser voltado para orientação em viagens, onde justificava seus produtos, visando atingir um público maior.
Algumas críticas começaram a surgir em decorrência do grande número de turistas que visitavam cidades históricas da Itália causando impactos turísticos nos locais visitados. Com a experiência adquirida com os bilhetes de trem, Cook criou cupons de hotel objetivando recuperar o mercado. Foram firmados vários acordos com hotéis nos itinerários dos trens. O hóspede tinha direito à acomodação com pensão completa. A idéia era criar um grupo de hotéis em que o cliente teria condições de escolher qual melhor lhe agrada e com tarifas diferenciadas. A grande dificuldade encontrada era negociar com os hotéis de diferentes países, devido à grande variedade de moedas.
Dessa forma, o filho de Cook, seu sócio decidiu criar o circular notes que seria precedente dos atuais traveller´s checks onde os clientes adquiriam os cupons (moeda circulante) podendo ser trocadas nos hotéis participantes. Suas idéias eram sempre surpreendentes e mostravam a rapidez em criar novas modalidades para facilitar as viagens. Assim, Cook e sua família fizeram fortuna com o turismo, tornando as viagens mais acessíveis e motivando cada vez mais as pessoas a viajarem. As viagens passaram a ser consideradas a comercialização do sonho, principalmente com a melhoria dos meios de hospedagens, transporte e alimentação.
1858

O gigantesco transatlântico a vapor, o Packet Steam Ship Great Eastern foi considerado na época uma das Sete Maravilhas da Era Industrial. Tinha 211m de comprimento, 25 de largura, 18m de altura, pesava 32.000 toneladas e capacidade para 4000 passageiros. Com uma viagem de Liverpool a Nova York, o transatlântico inglês Great Eastern, inaugura a era dos cruzeiros marítimos de luxo.
Entre seus passageiros mais ilustres, destacam-se Jules Verne e o seu irmão Paul, que em 1867, embarcam no transatlântico Great Eastern com o objetivo de visitar os Estados Unidos. As impressões desta viagem e a visita a Nova York e as cataratas do Niagara Falls refletiram-se na obra Uma Cidade flutuante.
O navio ficaria em atividade até 1889.
1883

A idéia de criar um serviço de passageiros que ligasse a Europa ocidental ao Sudeste Asiático surgiu de Georges Nagelmackers, criador da francesa Compagnie Internationale des Wagon-Lits. Esta companhia, criada em 1872, tinha sido a primeira na Europa a introduzir vagões-dormitório e vagões-restaurante nas composições (uma idéia que já tinha sido colocada em prática nos Estados Unidos por George Pullman). Assim, foi inaugurado o Expresso do Oriente, trem ligando Paris a Constantinopla (hoje Istambul, na Turquia).
No seu apogeu na década de 30, o Expresso do Oriente atingiu seu ponto máximo, com três serviços atravessando a Europa. Foi nessa época que o Expresso do Oriente adquiriu sua fama de trem luxuoso, prestando um serviço de primeira linha para seus passageiros (chefs renomados eram contratados para trabalhar na cozinha dos trens), que incluíam membros da realeza, diplomatas, milionários e figuras importantes em geral. O trem também ficou célebre como cenário de um romance da escritora Agatha Christie.
1898

O suíço César Ritz, ocupou todos os postos de trabalho possíveis em um hotel até chegar a posição de gerente de um dos maiores hotéis de seu tempo. Melhorou todos os serviços do hotel, criou a figura do sumiller, introduziu o banheiro nas unidades habitacionais (UHs) criando as suítes, revolucionando a administração, converteu outros hotéis decadentes nos melhores da Europa, o que lhe gerou o pseudônimo de “mago”. Em 1898 inaugura o célebre hotel de luxo que leva seu sobrenome em Paris. Hoje, é considerado o pai da hotelaria moderna.
1925

Realiza-se em Haia, na Holanda, o primeiro encontro internacional de organismos ligados ao turismo. Dessa reunião se originou a Organização Mundial de Turismo (OMT), agência vinculada à Organização das Nações Unidas.

1949

A companhia aérea americana Pacific Southwest Airlines lança o conceito de turismo baixo custo, com a venda de bilhetes sem intermediários e a eliminação de refeições completas durante o vôo.
1952

Após o fim da Segunda Guerra Mundial e com a recuperação vigorosa da economia global, entra em operação o primeiro avião comercial a jato, o britânico De Havilland Comet, pela companhia British Overseas Airways Corporation. O desenvolvimento desse novo sistema de transporte completa o conjunto de condições que favorecem a explosão do turismo em massa por uma parte da população que desfrutava de um período de bonança e tempo disponível para o lazer.
1955

A Disneylândia é inaugurada na cidade de Anaheim. Próxima a Los Angeles, na Califórnia (E.U.A). Desde então, o parque de diversão criado por Walt Disney já recebeu mais de 500 milhões de visitantes.
1969

Surge o boeing 747, primeiro avião a jato com capacidade de 450 passageiros, faz seu vôo inaugural. Nas 3 décadas seguintes, mais de 2 bilhões de pessoas em todo mundo viajaram nesse avião.
1988

A Pan Am lança o primeiro e maior programa de milhagem no mercado do turismo: World Pass. O objetivo é recompensar a fidelidade dos seus passageiros com passagens aéreas gratuitas. A cada três viagens o frequent flyer e um acompanhante eram recompensados na quarta viagem com um bilhete de primeira classe gratuito de ida e volta para qualquer destino da Pan Am, sem restrições de datas e vôos ilimitados dentro de um prazo de 30 dias. Isto é: eles podiam viajar quantas vezes desejassem num período de 30 dias. O sucesso, da então maior companhia aérea norte-americana, foi um dos motivos da sua falência em 8JAN1991 por erros de cálculos nos critérios da premiação.
Com o passar dos anos os bônus em milhagem viraram moeda internacional. Passaram por várias revisões conforme o comportamento do mercado para que erros cometidos no passado, como o da Pan Am, não viessem a se repetir. Hoje, é possível encontrar sites na web comprando e vendendo milhas para emissão de passagens aéreas mais baratas do que as tarifas anunciadas pelas próprias cias aéreas.
1989

A queda do Muro de Berlim, que dividiu a cidade alemã durante 28 anos, simboliza a abertura das fronteiras européias. Nasce uma moeda única, o Euro, e cresce a circulação de pessoas nos 27 Estados membros.
2001

Em 11 de setembro 2001, o atentado ao World Trade Center é cometido por terroristas que seqüestram quatro aviões nos Estados Unidos. Uma das conseqüências foi a drástica retração do turismo internacional nos 3 anos seguintes.
No Brasil, o atentado ao WTC foi a justificativa da Soletur, uma das maiores operadoras de turismo do país na época, a declarar sua auto-falência.
2006


A empresária Anousheh Ansari, iraniana radicada nos Estados Unidos, é a primeira mulher a praticar turismo espacial. Ela paga US$ 20 milhões para viajar até a Estação Espacial Internacional.
Porém, o status de primeira turista do sexo feminino no espaço dado a Ansari por algumas fontes é contestado por outras, tornando seu pioneirismo ainda dependente de uma confirmação oficial de agências internacionais de astronáutica. Tal reconhecimento provavelmente só será feito após uso corrente na História da Era Espacial, já que em 1991 a inglesa Helen Sharman, química civil selecionada entre treze mil britânicos em 1989, num concurso promovido pelas autoridades do governo entrou em órbita após treinamento de adaptação à gravidade zero em Baikonur, em 1991, sendo considerada por alguns especialistas, tecnicamente, como a primeira turista não-pagante no espaço.

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG