Douglas Wires, nasceu em 1971, é casado e mora atualmente no Rio de Janeiro, atuando no mercado de turismo desde 1995. Fluente em inglês, é emissor Amadeus e Sabre de passagens aéreas nacionais e internacionais. Trabalhou em empresas como: VARIG, OCEANAIR e CARLSON WAGONLIT, adquirindo sólidos conhecimentos e experiência em cálculos de tarifas aéreas, supervisão de reservas e negociação de serviços de viagens.

COMO SABER SE É CONFIÁVEL COMPRAR COM UMA AGÊNCIA DE VIAGENS PELA INTERNET

Quando a dúvida e a desconfiança surgem e o viajante é leigo no assunto, é sempre bom ter uma terceira opinião vinda de uma fonte independente. Melhor ainda se o conselho vier de alguém da área.




1 – Ligue para o telefone da agência que está no site e pergunte ao atendente qual o número IATA da empresa. Em seguida acesse esse link: https://www.checkacode.com/GlobalData-web/evlnValidateAgencyCode.do
e digite no local indicado o  número IATA da agência. Clique em VALIDATE, e será exibido o nome da agência registrada com esse IATA.


  • Se o nome exibido na pesquisa do IATA for o mesmo nome da agência que está no site que você acessou, é sinal que a compra é segura.
  • Se o nome exibido for diferente do nome da agência que está no site que você acessou, é sinal que se trata de uma agência de viagens pequena e que a mesma recebe primeiro o pagamento de você para depois repassá-lo a operadora de viagens detentora do IATA pesquisado. Nesse caso, é melhor comprar direto na fonte, ou seja... Com a operadora detentora desse IATA. 

2 - Ligue para o telefone da agência que está no site e pergunte ao atendente qual o CNPJ da empresa. Em seguida acesse esse link: http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoajuridica/cnpj/cnpjreva/cnpjreva_solicitacao.asp
do site do MINISTÉRIO DA FAZENDA e digite no local indicado o CNPJ da agência.


  • Se o nome da agência for o mesmo nome do CNPJ consultado, então se trata de uma empresa confiável para se comprar. 
  • Se o nome da agência for diferente do nome do CNPJ consultado, ou se a agência disser que não tem CNPJ, ou que não pode lhe dar essa informação, é sinal que se trata de um free lancer ou de uma agência “fantasma” que revende serviços de viagens de outras operadoras e que a qualquer momento pode aplicar um golpe em você, embolsando o seu dinheiro e desaparecendo do mercado. 

3 – Acesse o site da ABAV do seu estado e verifique se a agência de viagens é associada. Mas atenção: se você mora no Rio de Janeiro e o site acessado é de uma agência em Salvador, então você precisa acessar o site da ABAV da Bahia.
  • Mesmo que a agência de viagens não tenha IATA, o fato dela ser associada a ABAV a torna mais confiável para se comprar, pois um dos critérios da associação à ABAV, é a agência ter CNPJ e endereço fixo para a atividade comercial.
  • Se a agência não for associada à ABAV, é melhor você comprar com alguma outra agência associada que possa lhe oferecer o  mesmo serviço de viagem. 
4 - Acesse os dados da agência pelo CADASTUR
Mesmo que uma empresa do turismo não te informe o CNPJ dela, através do site do CADASTUR (http://www.cadastur.turismo.gov.br/cadastur/index.action), é possível verificar seus dados pesquisando pelo nome.




5 – Não se deixe enganar por promoções em sites que vendem pacotes de viagens, passagens aéreas e hospedagens com preços muito abaixo do mercado.
A maioria é golpe e são mais comuns nos finais de ano, Carnaval e período de férias do meio do ano.

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2007/12/o-conto-do-abad.html

6 – Dê prioridade a compra parcelada de serviços de viagens com cartão de crédito.
Dessa forma, se você for vítima de um golpe, pelo menos você poderá ligar para a administradora do cartão e solicitar o estorno do valor da compra que fez ou o cancelamento das demais parcelas que ainda restam após a data da viagem que não foi feita.

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com.br/2012/07/agencia-de-viagem-aplica-golpe-e.html

7 – Nunca compre em sites/blogs desconhecidos que não exibem telefone de contato e endereço fixo.
Além da falta de segurança, a pessoa que administra o site/blog tem pouca ou nenhuma experiência em turismo. Recentemente tenho recebido de meu blog emails de pessoas despreparadas querendo ganhar dinheiro com o turismo devido a proximidade da Copa do Mundo e Olimpíadas. Trata-se de empreendedores, free lancers, donos de lan houses, funcionários de empresas que utilizam serviços de viagens e até hackers (embora não se identifiquem no email que me enviam, percebo isso pelo tipo de pergunta peculiar que fazem)... Todos em busca de uma grana extra sem fazer esforço e com poucos gastos, deslumbrando a tal facilidade de se vender “online”. Para isso, se apoiam nos programas de afiliados de grandes agências de viagens, como o da Submarino Viagens (http://submarinoviagens.afilio.com.br/). Enquanto alguns têm boas intenções, outros tentam forjar sites que pareçam com o de uma agência de viagens para aplicar os mais variados golpes pela internet.

http://bastidoresdoturismo.blogspot.com/2007/12/gol-alerta-para-e-mail-falso.html 

Postar um comentário

CADASTRE SEU EMAIL E SEJA AVISADO SOBRE NOVAS POSTAGENS 

ÍNDICE DO BLOG